Para presidente da Câmara Federal, Justiça do Trabalho 'não deveria nem existir'

Quinta 09 Mar 2017 - 08h33




Para presidente da Câmara Federal, Justiça do Trabalho 'não deveria nem existir'

Favorável à reforma trabalhista, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reclamou do excesso de regras para a relação entre patrão e empregado. Em um evento realizado em Brasília, nessa quarta-feira (8), o deputado federal rechaçou a atuação da Justiça do Trabalho, acusando juízes de tomarem decisões que quebraram o sistema de bar, restaurantes e hotel no Rio de Janeiro, além do de serviço e de alimentação por "irresponsabilidade da Justiça do Trabalho no Rio". "Agora tivemos que aprovar uma regulamentação da gorjeta porque isso foi quebrando todo mundo pela irresponsabilidade da Justiça brasileira, da Justiça do Trabalho, que não deveria nem existir", ressaltou, segundo informações do Estado de S. Paulo. Maia ainda chamou de "tímida" a proposta enviada ao Congresso pelo governo federal e disse que a Câmara deve dar "um passo além" e até desagradar ao presidente Michel Temer (PMDB). "Acho que há um consenso da sociedade que esse processo de proteção [do trabalhador] na verdade gerou desemprego, insegurança e dificuldades para os empregos brasileiros. Então, nós precisamos ter a coragem de dizer isso", afirmou, acrescentando que esse excesso no setor “gerou 14 milhões de desempregados”.

 

Fonte - Bahia Notícias