Portal Livramento

Portal Livramento

Luiz Viana é reeleito presidente da OAB da Bahia

Quinta 26 Nov 2015 - 08h48




Luiz Viana é reeleito presidente da OAB da Bahia

O atual presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Luiz Viana Queiroz, foi reeleito para comandar a entidade pelos próximos três anos (2016/18). Apesar de oito subseções ainda não terem sido apuradas, o resultado, divulgado na noite desta quarta-feira (25/11), por volta das 20h, não pode mais ser revertido. Com 8.029 votos, 53,54% do total de eleitores, Viana ficou em primeiro lugar, seguido de Carlos Rátis, com 5.127 votos, 34,19%, Nélis Araújo, com 682 votos, 4,55%, e Fabiano Mota, com 570 votos, 3,8%. Nulos e brancos totalizaram 3,91%. O novo mandato do presidente reeleito será exercido de 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2018.

“Foi uma vitória do reconhecimento da classe pelo trabalho. O nosso grande desafio, agora, é unificar a classe, juntando os interesses da OAB da Bahia. Mais três anos de muita alegria e trabalho”, comemorou Viana.

A diretoria eleita é composta por Ana Patrícia Dantas Leão (vice-presidente), Carlos Alberto Medauar Reis (secretário-geral), Pedro Nizan Gurgel (secretário-geral adjunto) e Daniela Lima Borges (tesoureira).

Para o Conselho Federal da OAB, foram eleitos André Luis Guimarães Godinho, Fabrício de Castro Oliveira, Fernando Santana da Rocha, Antonio Adonias Aguiar Bastos, Ilana Kátia Vieira Campos e José Maurício Vasconcelos Coqueiro.

Na Bahia, até o momento, 14.995 advogados participaram da votação, realizada em 34 seções do Clube Espanhol, em Salvador, e nas 34 subseções do interior do Estado. A eleição foi iniciada às 9h desta quarta-feira (25), sendo encerrada às 18h. O resultado oficial será divulgado na segunda-feira (30/11), pela Comissão Eleitoral da Ordem.

Luiz Viana Queiroz presidiu a OAB da Bahia nos últimos três anos (2013/2015). Antes, foi conselheiro federal por cinco anos. Formado em direito pela Universidade Federal da Bahia, possui especialização em Direito Eleitoral, Municipal, Público e Cível e é procurador do Estado da Bahia, além de professor de Direito da Universidade Católica do Salvador.

Fonte - OAB/BA

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.