Portal Livramento

Portal Livramento

Camaçari: Elinaldo perde foro privilegiado em ação por contravenção de jogos de azar

Sexta 06 Jul 2018 - 08h55




Camaçari: Elinaldo perde foro privilegiado em ação por contravenção de jogos de azar

A ação penal contra o prefeito de Camaçari, Elinaldo de Araújo, será julgada em primeira instância. O desembargador Lourival Trindade, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), determinou a remessa dos autos para 2ª Vara Criminal de Camaçari, pois os supostos crimes de contravenção de jogos de azar cometidos pelo prefeito, não está relacionado ao cargo. Em dezembro de 2015, enquanto vereador, Elinaldo foi preso junto com outras pessoas, durante a Operação Caronte, deflagrada pela Polícia Civil e Ministério Público da Bahia (MP-BA), deflagrada contra o jogo do bicho na região (clique aqui e veja). Inicialmente, a ação penal contra Elinaldo tramitava em 1º Grau, mas em janeiro de 2017, o então vereador, se tornou prefeito. Com isso, os autos foram remetidos para a Câmara Criminal do TJ por, até então, prevalecer o entendimento de que prefeitos detinha foro privilegiado.  De acordo com o desembargador, “a suposta prática delitiva não guarda a mais mínima pertinência com a função pública, atualmente, exercida pelo denunciado”. A decisão de remeter os autos para o 1º Grau foi baseada na recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), de restringir o foro por prerrogativa de função.

 

Fonte - BN

Presidente do STF mantém liminar que suspende aumento do IPTU de Palmas

Sexta 06 Jul 2018 - 08h53




Presidente do STF mantém liminar que suspende aumento do IPTU de Palmas

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, manteve a liminar do Tribunal de Justiça de Tocantins (TJ-TO) que impede a atualização da planta genérica de valores de imóveis e a reestruturação do cálculo do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) de Palmas para o ano de 2018. Segundo a ministra, não ficou demonstrado no caso que a manutenção da decisão questionada importaria risco à ordem e à economia públicas do município. A Prefeitura de Palmas pediu a suspensão da liminar, afirmando que os valores venais estabelecidos na Lei municipal 2.294/2017 foram elaborados pelo Poder Executivo após constituir comissão integrada por representantes de sindicatos, do poder público, de conselhos profissionais, do setor universitário, entre outras entidades, que atestou a razoabilidade do imposto cobrado, e foram confirmados pela Câmara Municipal. A liminar do TJ-TO foi deferida a partir de um pedido do PR em uma ação direta de inconstitucionalidade.

O TJ de Tocantins, na liminar, afirma que a atualização da planta genérica deve ser baseada em estudo científico e técnico que dê segurança jurídica aos munícipes, assegure o direito à estabilidade das relações, com a  certeza que estas não serão alteradas no cumprimento de suas obrigações tributárias. O TJ-TO determinou que fosse aplicada a sistemática tributária para o IPTU vigente em 2017, corrigida pelo índice da inflação oficial (cerca de 4%). A Prefeitura ainda argumentou que a liminar impede a arrecadação de IPTU da cidade, que será inferior ao valor estimado, totalizando R$ 48,5 milhões. Ao negar o pedido, a ministra Cármen Lúcia afirmou que a perda de arrecadação alegada é “inerente ao quadro de crise econômica experimentada no país, a atingir todos os entes federados”. A ministra ainda considerou que a Prefeitura de Palmas não adotou medidas de ajuste fiscal para diminuir despesas da administração pública, para mitigar o impacto orçamentário pela perda da arrecadação projetada com o aumento do IPTU. "O deferimento pleiteado mitigaria a previsibilidade desejada no pagamento de tributos, aumentando a sensação de insegurança do contribuinte pela mudança nos critérios de cobrança quando já ultrapassada mais da metade do calendário de pagamento do tributo", afirmou a ministra. A presidente do STF ainda lembrou que a liminar do TJ-TO determina que o IPTU seja corrigido pelo índice de inflação oficial, por diminuir “o prejuízo advindo com a suspensão da sistemática implementada pela Lei Municipal 2294/2017”.

 

Fonte - Bahia Notícias

LIVRAMENTO: IX CONGRESSO DIOCESANO ACONTECE NESTE FINAL DE SEMANA

Quinta 05 Jul 2018 - 09h49




LIVRAMENTO: IX CONGRESSO DIOCESANO ACONTECE NESTE FINAL DE SEMANA

Acontece neste final de semana, dias 07 e 08, no Clube Tio Dedé, em Livramento de Nossa Senhora, o IX Congresso Diocesano com o Tema "Eis que estou à porta e bato". Foi confirmada a presença dos pregadores Adielson Souza, Frederico Mastroangelo e Glauber França, além do Bispo Dom Armando, e dos Padres Jucimar Lima e Paulo Borges. Participe e leve toda sua família, mais informações pelo telefone (77) 99997-2756, falar com Ângela.

LIVRAMENTO: ESTACIONAR NO CENTRO COMERCIAL AINDA É UM GRANDE PROBLEMA

Quinta 05 Jul 2018 - 09h29




LIVRAMENTO: ESTACIONAR NO CENTRO COMERCIAL AINDA É UM GRANDE PROBLEMA

É notório a falta de lugar para estacionar veículos no Centro Comercial de Livramento de Nossa Senhora, o que provoca perdas irreparáveis para as empresas estabelecidas nesta área. Diversos veículos de passageiros e cargas são estacionados na Praça João Marques de Oliveira, local inadequado, em razão de não existir vagas de estacionamento. Um fato curioso chama atenção, na Rua Francisco de Paula Lima foi colocado recentemente pela prefeitura uma placa de proibido estacionar, do lado esquerdo da via de mão única, contundo, na rua pararela, Rodrigo de Souza Meira, também rua de mão única, é permitido estacionar nos dois lados. Com a palavra a prefeitura para explicar a divergência da sinalização. 

Guanambi: Desembargador suspende decreto de prefeito que entregou cidade a 'Deus'

Terça 03 Jul 2018 - 10h28




Guanambi: Desembargador suspende decreto de prefeito que entregou cidade a 'Deus'

Um ano e meio depois de decretar que a cidade de Guanambi pertence a um deus cristão e cancelar "todos os pactos realizados com qualquer outro Deus ou Entidades Espirituais", o prefeito da cidade, Jairo Magalhães (PSB), terá de voltar atrás na medida. Uma decisão – do desembargador Ivanilton da Silva, postada nesta terça-feira (3) – suspende o decreto por considerar “possibilidade de intolerância religiosa”. Logo após ser editada em 2 de janeiro de 2017, no começo da gestão do prefeito, a lei municipal já tinha sido alvo de contestação. O Ministério Público Estadual (MP-BA) expediu uma recomendação, pedindo a revogação do decreto. À época, a procuradora-geral da Justiça, Ediene Lousado, sugeriu que Jairo Magalhães recuasse do decreto por considerar o ato como um atentado "aos preceitos da Constituição Federal e da Estadual no que tange à laicidade do Estado". Mesmo assim, o gestor seguiu em frente com a medida polêmica. A partir de agora, Magalhães terá de gerir o município em conformidade com ideia de estado laico, em que a gestão política e administrativa fica independente de ligações religiosas.   

 

Fonte - Bahia Notícias

Novo Grão-Meste da Grande Loja Maçônica da Bahia é empossado em Vitória da Conquista

Terça 03 Jul 2018 - 09h43




Novo Grão-Meste da Grande Loja Maçônica da Bahia é empossado em Vitória da Conquista

O novo Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia (GLEB), Arlindo Alves Pereira Neto, foi empossado em cerimônia na noite deste sábado (30), em Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. Esta é a primeira vez que a posse acontece em uma cidade no interior. Além do novo Grão-Mestre, o desembargador Baltazar Miranda foi instalado como Grão-Mestre Adjunto e vai gerir a GLEB junto a Neto. Eleito para o triênio 2018-2021, Neto teve em sua posse a presença de várias autoridades civis e maçônicas, como o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel, além dos deputados federal Waldenor Pereira (PT-BA) e estadual, José Raimundo (PT). O evento, que reuniu cerca de mil pessoas, ocorreu na casa de eventos Imperial Grand Hall e também foi marcado pelo lançamento do selo em comemoração aos 91 anos da Grande Loja. Antes de se tornar Grão-Mestre, Arlindo Neto exercia a função de Grande Secretário de Relações Exteriores da GLEB. Em sua trajetória teve atuação ativa na Loja Maçônica Fraternidade Conquistense, onde exerceu cargos de Primeiro e Segundo Vigilante, além de dois mandatos de Venerável Mestre. Pertencendo ao grau 33 da ordem, é fundador e membro honorário de diversas lojas do interior baiano. Arlindo Neto é casado com Sheyla Weber Correia Pereira e é pai de três filhas: Ana Carolina Correia Pereira, Emília Correia Pereira e Lara Correia Pereira.

 

Fonte - Bahia Notícias




Novo Grão-Meste da Grande Loja Maçônica da Bahia é empossado em Vitória da Conquista

Desemprego atinge 13,7 milhões de pessoas, diz IBGE

Sexta 29 Jun 2018 - 14h25




Desemprego atinge 13,7 milhões de pessoas, diz IBGE

O mercado de trabalho mostrou-se pior do que o previsto no início do ano. A taxa de desemprego do Brasil cresceu para 13,1% no primeiro trimestre de 2018, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) A taxa ficou 1,3 ponto percentual acima da registrada no quarto trimestre de 2017, quando o desemprego estava em 11,8%. Frente ao intervalo de janeiro a março de 2017, quando a taxa foi de 13,7%, houve queda de 0,6 ponto percentual. O resultado ficou acima da média das previsões de 29 consultorias e instituições financeiras consultados pelo Valor Data, que apontava para elevação da taxa para 12,9% no primeiro trimestre de 2018. O intervalo dessas projeções ia de 12,2% a 13,2%. Por conta da sazonalidade do mercado de trabalho, o começo de ano costuma ser marcado por dispensas de temporários contratados no fim do calendário anterior. O movimento também foi notado nos trimestres móveis encerrados em janeiro e fevereiro. A população desempregada -- pessoas de 14 anos ou mais que buscaram emprego, sem encontrar na semana de referência da pesquisa -- era de 13,7 milhões no primeiro trimestre, com aumento de 11,2% em relação aos três meses antecedentes, ou 1,379 milhão a mais de desempregados. Frente ao primeiro trimestre de 2017, o contingente caiu 3,4%. A população ocupada somava 90,6 milhões, com queda de 1,7% perante o intervalo de outubro a dezembro de 2017. Ante o primeiro trimestre do ano passado, houve expansão, de 1,8%. O IBGE apontou ainda que o número de empregados com carteira de trabalho assinada, de 32,9 milhões, caiu 1,2% ante o trimestre final de 2017, o que representa diminuição de 408 mil pessoas. No confronto com o período de janeiro a março de 2017, a queda foi de 1,5%. Já o total de número de empregados sem carteira de trabalho assinada, de 10,7 milhões de pessoas, recuou em 402 mil pessoas em relação ao trimestre anterior, mas aumentou 5,2% no confronto com os três primeiros meses de 2017 (mais 533 mil pessoas). Os trabalhadores por conta própria, que somavam 23 milhões, ficou estável em relação os três meses anteriores. Esse contigente, no entanto, registrou crescimento de 3,8% perante o intervalo de janeiro a março de 2017.  O levantamento do IBGE mostrou também que rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelas pessoas ocupada foi estimado em R$ 2.169 de janeiro a março, com estabilidade frente ao trimestre de outubro a dezembro de 2017 (R$ 2.173) e em relação ao trimestre inicial de 2017 (R$ 2.169).
 

Fonte - Valor (G1)
.

LIVRAMENTO: COELBA COMUNICA DESLIGAMENTO PROGRAMADO PARA DOMINGO (01/07)

Quinta 28 Jun 2018 - 15h41




LIVRAMENTO: COELBA COMUNICA DESLIGAMENTO PROGRAMADO PARA DOMINGO (01/07)

A Coelba informa que o fornecimento de energia elétrica será temporariamente interrompido no dia 01/07/2018 (domingo), das 09:30 às 14:30 horas. Serão atingidos os seguintes locais: AV LEONIDAS CARDOSO, PC DOM HELIO PASCOAL, AV RODRIGO ALVES MEIRA, RUA ADOLFO PESSOA, PC SENADOR TANAJURA, PO PIRANHA, RUA CONEGO AUGUSTO, RUA AUGUSTO ALCANTARA, RUA CASTRO ALVES, RUA B, RUA DEOCLIDES ALCANTARA, RUA GERALDO CORREIA, RUA FRANCISCO O TANAJURA, RUA CONEGO TIBERIO, RUA JOAO PESSOA, RUA LADEIRA DO BONFIM, RUA MARCO AURELIO DE CASTRO, RUA MIGUEL TANAJURA, RUA VAVA TANAJURA, no Centro da cidade de Livramento de Nossa Senhora. O desligamento será necessário para que os técnicos da empresa realizem, com segurança, serviços de melhoramento na rede elétrica do local. A interrupção programada, excepcionalmente, poderá ser cancelada sem aviso prévio, caso as condições atmosféricas não permitam a realização dos trabalhos ou ocorra alguma situação de contingência que impossibilite as manobras para desligar a rede elétrica. Para evitar acidentes, a Coelba recomenda que eventuais reparos nas instalações elétricas internas ou em equipamentos sejam feitos com a chave geral desligada e os aparelhos retirados das tomadas mesmo durante o período da interrupção de energia, pois o fornecimento pode ser restabelecido antes do horário previsto.  A Coelba agradece aos seus clientes e se coloca à disposição para os esclarecimentos necessários.

 

Ibope: Lula lidera com 33% das intenções; sem ex-presidente, Bolsonaro tem 17%

Quinta 28 Jun 2018 - 14h58




Ibope: Lula lidera com 33% das intenções; sem ex-presidente, Bolsonaro tem 17%

A pesquisa Ibope em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada na manhã desta quinta-feira (28), mostra que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) aparece liderando as intenções de voto, com 17%, em um cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato. Em seguida, aparece a pré-candidata Marina Silva (Rede), com 13%, Ciro Gomes (PDT), com 8% e Geraldo Alckmin (PSDB), com 6%.  O levantamento analisou todo o território brasileiro e o cenário no segundo turno não foi questionado na pesquisa. Com Lula, o ex-presidente aparece com 33%. Jair Bolsonaro (PSL): 15%; Marina Silva (Rede): 7%; Ciro Gomes (PDT); 4%; Geraldo Alckmin (PSDB): 4%; Álvaro Dias (Podemos): 2%; Manuela D'Ávila (PC do B): 1%; Fernando Collor de Mello (PTC): 1%; Flávio Rocha (PRB): 1%; Levy Fidelix (PRTB): 1%; Branco/nulo: 22%; Não sabe/não respondeu: 6%. O levantamento foi feito de 21 a 24 de junho com 2 mil pessoas em 128 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-02265/2018.

 

Fonte - Bahia Notícias

Juazeiro: PF apura golpes em falsificação de dinheiro; R$ 9,5 mil já foram apreendidos

Quinta 28 Jun 2018 - 10h03




Juazeiro: PF apura golpes em falsificação de dinheiro; R$ 9,5 mil já foram apreendidos

Uma investigação da Polícia Federal (PF) apura a ocorrência de quatro “golpes” de falsificações de notas de dinheiro em Juazeiro, no Sertão do São Francisco. Segundo o G1, as falsificações se deram em menos de 30 dias. Até o momento cerca de R$ 9,5 mil em cédulas falsas já foram apreendidos. De acordo com a PF, entre os golpes registrados, dois ocorreram durante a venda de veículos. Um homem, que preferiu não se identificar, disse que foi surpreendido ao tentar depositar R$ 2,4 mil provenientes da venda de uma motocicleta anunciada nas redes sociais. Todas as 24 cédulas de R$ 100 eram falsas. Outro caso registrado nesta terça-feira (26) um homem vendeu um carro por R$ 5,2 mil, mas, em seguida, percebeu que o dinheiro que recebeu era falso. A PF recomendou que quem estiver com cédula falsa procure uma delegacia da instituição para fazer um boletim de ocorrência.

 

Fonte - Bahia Notícias

 

EMBASA PUBLICOU AVISO DE LICITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE ETL E URBANIZAÇÃO NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE LIVRAMENTO

Terça 26 Jun 2018 - 15h35




EMBASA PUBLICOU AVISO DE LICITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE ETL E URBANIZAÇÃO NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE LIVRAMENTO
Foto: Raimundo Marinho

Foi publicado pela Embasa no Diário Oficial do Estado da Bahia desta terça-feira (26), aviso de licitação na modalidade convite nº 145/2018-USC, para implantação de ETL (Estação de Tratamento de Lodo) e urbanização na Estação de Tratamento de Água de Livramento de Nossa Senhora. A licitação acontece dia 06/07/2018, na Unidade Regional da Embasa em Caetité, na Rua Getúlio Vargas, nº 54, Centro. A Embasa é concessionária do serviço público de água no muncípio de Livramento há várias décadas, sendo bastante criticada nos últimos anos pelo elevado valor das tarifas, sobretudo da tarifa comercial, onde a taxa mínima de 6m³, custa mais de R$ 80,00 (oitenta reais). A qualidade da água também é questionada e criticada pela população, pois, em alguns dias, apresenta coloração turva e mau cheiro. O contrato de 20 anos da Embasa com o município de Livramento venceu no último mês de maio, não se tendo notícia de sua renovação.

Segunda Turma do STF manda soltar ex-ministro José Dirceu

Terça 26 Jun 2018 - 15h02




Segunda Turma do STF manda soltar ex-ministro José Dirceu

Por 3 votos a 1, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (26) soltar o ex-ministro José Dirceu.

Condenado a 30 anos de prisão e 9 meses de prisão por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa na Operação Lava Jato, ele já havia começado a cumprir a pena neste ano.

A proposta de libertar José Dirceu partiu do ministro Dias Toffoli e foi seguida pelos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. O único a votar contra foi Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. Celso de Mello estava ausente na sessão e não participou do julgamento.

Toffoli defendeu a libertação de forma liminar (provisória) porque considera que há "plausibilidade jurídica" em um recurso da defesa apresentado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra a condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), de segunda instância.

O ministro considerou que a pena de Dirceu pode ser reduzida nas instâncias superiores – o STJ e o próprio STF – e, por isso, propôs a soltura.

A decisão não altera a jurisprudência do STF que permite a execução provisória após condenação em segunda instância, mas cria uma exceção, que pode ser aplicada também a outros casos individualmente.

Durante a sessão, Fachin chegou a alertar Toffoli que a decisão seria contrária ao entendimento do STF, que autorizou a prisão em segunda instância.

Toffoli então respondeu: "Vossa excelência está colocando no meu voto palavras que não existem. Jamais fundamentei contrariamente à execução imediata da pena pelo STF [...] Não tem a ver com a execução imediata da pena”.

Numa tréplica, Fachin, disse: "Nós dois estamos entendendo o que estamos falando".

A decisão de soltar Dirceu foi proposta por Toffoli de ofício, isto é, independentemente do pedido principal da defesa levado a julgamento.

Na ação, os advogados do ministro contestavam o cumprimento da pena após a condenação em segunda instância.

Alegavam que, antes da condenação, o próprio STF chegou a revogar uma prisão preventiva de Dirceu e que a execução da pena foi decretada sem fundamentação específica, de forma automática.

Em parecer, a Procuradoria Geral da República (PGR) se manifestou contra, citando a decisão do STF que permitiu a prisão após segunda instância.

“Diante do novo entendimento desta Suprema Corte, a execução da condenação, com a prisão do réu, será medida a ser aplicada automaticamente, como efeito imediato decorrente do acórdão condenatório”, escreveu a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Entenda o caso
Dirceu foi preso em maio e levado para o presídio da Papuda, em Brasília, onde cumpre pena. Ele foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) a 30 anos e 9 meses de prisão, no âmbito da Operação Lava Jato, acusado dos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O processo teve origem na investigação, pela Operação Lava Jato, de irregularidades na Diretoria de Serviços da Petrobras. O Ministério Público Federal (MPF) apontou 129 atos de corrupção ativa e 31 atos de corrupção passiva, entre os anos de 2004 e 2011.

Segundo a denúncia, empresas terceirizadas contratadas pela Petrobras pagavam uma prestação mensal para Dirceu por meio de Milton Pascowitch, lobista e um dos delatores da Lava Jato. Para o MPF, foi assim que o ex-ministro enriqueceu.

De acordo com o MPF, também havia ilegalidades relacionadas à empreiteira Engevix. A empresa, segundo as investigações, pagava propina por meio de projetos junto à Diretoria de Serviços da Petrobras e teria celebrado contratos simulados com a JD Consultoria, empresa de Dirceu, realizando repasses de mais de R$ 1 milhão por serviços não prestados.

O ex-ministro chegou a ficar preso no Paraná entre agosto de 2015 e maio de 2017, quando conseguiu no Supremo Tribunal Federal (STF) um habeas corpus para aguardar o julgamento dos recursos em liberdade – mas com monitoramento por tornozeleira eletrônica.

 

Fonte - G1

Maçonaria: Arlindo Alves Pereira Neto é o novo Grão-Mestre do Estado da Bahia; Solenidade de Posse acontece, pela primeira vez, em uma cidade do interior

Terça 26 Jun 2018 - 08h36




Maçonaria: Arlindo Alves Pereira Neto é o novo Grão-Mestre do Estado da Bahia; Solenidade de Posse acontece, pela primeira vez, em uma cidade do interior
À esquerda, Guto Tanajura Juiz do Tribunal Maçônico da Gleb, à direita Arlindo Neto, novo Grão-Mestre


No dia 30 de junho de 2018, acontece em Vitória da Conquista (BA) a solenidade festiva de posse do novo Grão-Mestre do Estado da Bahia, Arlindo Alves Pereira Neto, eleito para o triênio 2018-2021. Várias autoridades civis e maçônicas são esperadas para a cerimônia que deverá reunir mais de 800 pessoas na casa de eventos Imperial Grand Hall às 19:30h. É a primeira vez que uma cerimônia de posse acontece em uma cidade do interior. 
Um dos mais respeitados líderes da Maçonaria conquistense, Arlindo Neto exercia, até o momento a função de Grande Secretário de Relações Exteriores junto a Grande Loja do Estado da Bahia – GLEB. Em sua trajetória atuou ativamente da Loja Maçônica Fraternidade Conquistense onde exerceu cargos de Primeiro e Segundo Vigilante, além de dois mandatos de Venerável Mestre. Pertencendo ao grau 33 da ordem, é fundador e membro honorário de diversas lojas do interior baiano. O mais novo sereníssimo Grão-Mestre do estado, participou de inúmeros congressos maçônicos e recebeu homenagens distintas de Ordens Maçônicas e Para-Maçônicas.
Arlindo Neto é casado com Sheyla Weber Correia Pereira e é pai de três filhas: Ana Carolina Correia Pereira, Emilia Correia Pereira e Lara Correia Pereira. Possuidor de título de cidadão conquistense, atuou na cidade como Servidor Público do INSS por mais de 39 anos, onde exerceu cargos de chefias e gerente-executivo por 13 anos consecutivos. Durante sua gestão, participou ativamente da expansão da instituição na região que compreende 73 municípios e 23 Agências da Previdência Social. Se aposentou em maio de 2016.
Em sua visão, a Maçonaria é uma grande escola de aprendizado, cujo objetivo é  o crescimento do ser humano através do seu autoconhecimento e seu melhoramento gradual, simbolicamente lapidando as asperezas de sua vida, na construção de um templo dentro de si mesmo com o intuito de tornar feliz a humanidade pelo aperfeiçoamento moral do ser humano. “Como exemplo tomamos os ensinamentos dos grandes lideres da humanidade, em especial ao maior de todos eles,“ Jesus Cristo”, e que nos ensinou a crença do amor e a certeza de que fomos criados por Deus “Grande Arquiteto do Universo” simples e ignorantes, mas predestinados a um dia alcançarmos a perfeição”.

 




Maçonaria: Arlindo Alves Pereira Neto é o novo Grão-Mestre do Estado da Bahia; Solenidade de Posse acontece, pela primeira vez, em uma cidade do interior
À direita, Baltazar Miranda Saraiva, novo Grão-Mestre Adjunto da Gleb

TSE vai julgar casos de candidaturas femininas 'fictícias'

Segunda 25 Jun 2018 - 17h07




TSE vai julgar casos de candidaturas femininas 'fictícias'

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai levar para julgamento as chamadas candidaturas femininas laranjas, registradas oficialmente apenas para que os partidos e coligações cumpram a cota de exigência legal de reservar 30% das vagas a mulheres.  Segundo a Coluna do Estadão, um dos casos mais flagrantes é de relatoria do ministro Jorge Mussi. Ele trata de cinco candidaturas à Câmara de Vereadores de Valença do Piauí, que tiveram votação inexpressiva, não praticaram atos de campanha nem tiveram gastos declarados em suas prestações de contas. Na avaliação do Ministério Público Eleitoral, as candidaturas fictícias colocam as mulheres em “papel figurativo na disputa político-eleitoral” e refletem a “estrutura patriarcal que ainda rege as relações de gênero na sociedade brasileira”.

 

Fonte - BN