Portal Livramento

Portal Livramento

Lourival Trindade, presidente do TJ-BA, se posiciona contra fechamento de comarcas do interior

Quinta 20 Fev 2020 - 07h50




Lourival Trindade, presidente do TJ-BA, se posiciona contra fechamento de comarcas do interior

Em entrevista ao programa “Isso é Bahia”, na Rádio A Tarde FM, desembargador Lourival Trindade, novo presidente do TJ-BA, se posicionou contra ao fechamento de  comarcas no interior da Bahia. Em 2019, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) aprovou o fechamento de 18 comarcas localizadas no interior. No entanto, uma decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou a suspensão da medida. De acordo com informações do jornal A Tarde, durante a entrevista, Trindade citou que o assessor especial da Presidência, juiz Fábio Alexsandro Costa Bastos, esteve em Brasília nesta segunda-feira, 17, no CNJ, onde manifestou a posição da nova gestão em favor da manutenção das comarcas. "Estamos nos colocando inteiramente contrários à desativação de comarcas. Não podemos transformar o poder Judiciário dentro de uma visão do economicismo precário. Um bem essencial à vida não tem preço. Sou radicalmente contra essa ideia de fechamento de comarcas no interior", disse o presidente do TJ-BA, ressaltando ainda que o primeiro grau da Justiça baiana precisará de um olhar especial.  "Chega a ser uma realidade desalentadora. Nós vivemos um quadro de caos e estrangulamento da Justiça lá no primeiro grau. Temos que enfrentar estes desafios. Citando o poeta Fernando Pessoa, não tenho medo dos desafios, aprendi a desafiar o desafio". O magistrado disse ainda que terá um trabalho, durante o biênio 2020/2022, pautado pela transparência. "O principal desafio nosso é convocar a sociedade como um todo para que o nosso Judiciário tenha essa visão da transparência do que se ocorre lá dentro. Nada se fará às ocultas. Terá que ser feito às vistas de todos. O Judiciário não pode fugir a essa regra de transparência que todo poder constituído precisa ter. A opinião pública é a nossa fiscal", disse.

 

Fonte - Agora Sudoeste

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.