Portal Livramento

Portal Livramento

Reajuste de benefício do INSS vai de 1,22% a 4,48%

Terça 14 Jan 2020 - 16h01




Reajuste de benefício do INSS vai de 1,22% a 4,48%

O governo federal confirmou nesta terça-feira (14) os índices de reajustes das aposentadorias, pensões e demais benefícios pagos pelo INSS.

A portaria publicada no Diário Oficial da União determina que os benefícios acima de um salário mínimo concedidos até janeiro de 2019 sejam reajustados em 4,48% neste ano.

A correção salarial corresponde à variação da inflação medida de janeiro a dezembro de 2019 pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), apurado pelo IBGE, que indica o aumento no custo de vida das famílias com renda mensal de um a cinco salários mínimos.

Rendas previdenciárias concedidas ao longo de 2019 recebem uma correção proporcional à inflação do período entre a data de início do benefício e o final do ano.

Essa reposição proporcional variou de 1,22%, que será o reajuste aplicado às rendas concedidas em dezembro, até 4,48%, índice de correção para segurados que se tornaram beneficiários em janeiro ou antes.

A publicação oficial da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho também confirmou que o teto do INSS passou de R$ 5.839,45 para R$ 6.101,06.

Esse será o valor máximo pago aos beneficiários neste ano e também é a referência para calcular o desconto nos salários dos trabalhadores com remunerações iguais ou acima do teto previdenciário.

Para os beneficiários que recebem salário mínimo, o valor da renda aumenta de R$ 998 para R$ 1.039. Para calcular o novo salário mínimo, o governo estimou uma inflação de 4,11% para 2019.

Cerca de 70% dos beneficiários da Previdência recebem um salário mínimo.

De acordo com o INSS, cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas estarão na folha de pagamentos da Previdência em 2020.


Confira abaixo os índices de correção conforme o mês da concessão:

INÍCIO DO BENEFÍCIO - REAJUSTE (%)

Janeiro de 2019 - 4,48

Fevereiro de 2019 - 4,11

Março de 2019 - 3,55

Abril de 2019 - 2,76

Maio de 2019 - 2,14

Junho de 2019 - 1,99

Julho de 2019 - 1,98

Agosto de 2019 - 1,88

Setembro de 2019 - 1,76

Outubro de 2019 - 1,81

Novembro de 2019 - 1,77

Dezembro de 2019 - 1,22

 

Fonte - Bahia Notícias

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.