Portal Livramento

Portal Livramento

Pesquisadores da Fiocruz apostam em vacina contra Covid para fevereiro de 2021

Segunda 27 Jul 2020 - 08h30




Pesquisadores da Fiocruz apostam em vacina contra Covid para fevereiro de 2021

Pesquisadores da Fiocruz acreditam a vacinação contra a Covid-19 pode começar já em fevereiro de 2021 para um público específico. A partir daí, a produção nacional das doses poderá garantir imunização à população em geral, afirma a vice-diretora de Qualidade da Bio-Manguinhos (Fiocruz), Rosane Cuber Guimarães, segundo a Agência Brasil.

Os recentes resultados de pesquisas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, sobre a segurança da vacina contra a Covid-19 elevaram o nível de otimismo em todo o mundo que, desde dezembro do ano passado, observa a propagação do novo coronavírus, causador da doença. As pesquisas das fases 1 e 2, exigidas pelo procedimento científico, descartaram efeitos adversos graves provocados pela vacina. Foram registrados relatos de pequenos sintomas, como dores locais ou irritabilidade, aceitos em vacinas contra outras doenças.

O Brasil foi um dos países escolhidos para participar da Fase 3 dos estudos, que testa a eficácia da vacina. Os testes, que estão a cargo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e outras instituições parceiras, envolvem 5 mil voluntários de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. A expectativa é detectar a capacidade de imunização das doses e, a partir daí, a Fiocruz – parceira brasileira nas pesquisas de Oxford  – receberá autorização para importar o princípio ativo concentrado, que será convertido inicialmente em 30 milhões de doses a serem aplicadas em parcela da população brasileira.

Segundo Rosane Guimarães, em dezembro deste ano, o Brasil receberá 15 milhões de doses e, em janeiro, mais 15 milhões de doses. "Estamos recebendo agora apenas 30 milhões de doses porque precisamos, antes de liberar a vacina, ter certeza da comprovação da eficácia dela. Então nós adquirimos 30 milhões de doses no risco e, se a vacina se comprovar eficaz, vamos receber mais 70 milhões de doses, totalizando, para o país, no primeiro ano, 100 milhões de doses de vacinas", disse. As primeiras doses devem ser destinadas aos grupos de risco, como profissionais de saúde e pessoas idosas, mas isso ainda está em debate.

Caso as previsões se confirmem, a expectativa é que o país passe a produzir nacionalmente a vacina a partir do segundo semestre de 2021. "Paralelamente a isso, precisamos avaliar se será necessária apenas uma dose da vacina, se serão necessárias duas doses, se será necessário revacinar. São perguntas para as quais ainda não temos respostas. Os estudos vão continuar", disse a especialista em vigilância sanitária.

Mesmo com os indicativos positivos, Rosane alerta que a pandemia não vai ser resolvida de uma hora para outra. "Acreditamos que, em 2021, ainda não se consiga vacinar completamente toda a população. Nossa orientação é que enquanto a vacina não sai, ou ainda estiver sendo aplicada, que as pessoas mantenham as orientações que já existem hoje: uso da máscara, lavar as mãos, evitar aglomeração, distanciamento. Ainda temos que continuar convivendo com esses cuidados até que todas as respostas sejam dadas pela vacina."

A possibilidade de um revés é praticamente descartada pela pesquisadora. Segundo Rosane, a Fase 3 dos estudos pode, sim, apontar um grau de imunização de mais de 90%. "Se for maior, a gente consegue relaxar um pouco", mas há riscos de que essa eficácia atinja níveis de apenas 50% ou 70%. "Vamos ter que fazer mais estudos e talvez buscar uma vacina com potencial maior, mas já será um alento se tivermos uma vacina com mais de 70%."

 

Fonte - Agência Brasil

Bom Jesus da Lapa: Tradicional romaria será virtual em 2020; TVs e rádios transmitem

Sexta 24 Jul 2020 - 14h36




Bom Jesus da Lapa: Tradicional romaria será virtual em 2020; TVs e rádios transmitem

Neste ano, em virtude da Covid-19, a tradicional romaria de Bom Jesus da Lapa será transmitida através de rádios, TVs e das redes sociais. As informações são do portal Achei Sudoeste.

Padre João Batista, reitor do Santuário do Bom Jesus, disse que não serão realizadas as tradicionais festividades do período de celebração. “A romaria deste ano será basicamente virtual. Estamos trabalhando para chegar até a casa das pessoas que nos acompanham e que fazem parte da família do Bom Jesus, dos romeiros e romeiras”, salientou.

Segundo o reitor, o novenário e a festa acontecerão no dia 6 de agosto, através de um projeto de romaria e festa virtual. A celebração será transmitida na TV Aparecida, na TV Pai Eterno e nos canais de comunicação do Santuário do Bom Jesus.

“Assim será a festividade do Bom Jesus neste ano, diante do quadro de pandemia que estamos vivendo. Iniciaremos no dia 28 de julho e finalizaremos no dia 6 de agosto com a festa. Nesses nove dias tudo será transmitido através dos canais de comunicação do santuário, das emissoras de rádio e de TV. As pessoas poderão acompanhar de casa, sem precisar se deslocar”, reiterou o padre.

 

Fonte - Achei Sudoeste

Anvisa proíbe venda sem receita de cloroquina e ivermectina

Sexta 24 Jul 2020 - 14h30




Anvisa proíbe venda sem receita de cloroquina e ivermectina

Regras que proíbem a venda sem receita em farmácias de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, nitazoxanida e ivermectina foram publicadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As orientações estão na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 405/2020, publicada ontem no Diário Oficial da União . De acordo com a agência, a lista poderá ser revista a qualquer momento para a inclusão de novos medicamentos, caso seja necessário.

Ainda segundo a Anvisa, o objetivo da norma é impedir a compra indiscriminada de medicamentos que têm sido amplamente divulgados como potencialmente benéficos no combate à infecção pelo novo coronavírus, embora ainda não existam estudos conclusivos sobre o uso desses fármacos para o tratamento da doença.  A medida visa também manter os estoques destinados aos pacientes que já têm indicação médica para uso desses produtos, uma vez que os medicamentos que constam na resolução também são usados no tratamento de outras doenças, como a malária (cloroquina e hidroxicloroquina); artrite reumatoide, lúpus e outras (hidroxicloroquina); doenças parasitárias (nitazoxanida) e tratamento de infecções parasitárias (ivermectina).

Compra
A compra desses produtos em farmácias e drogarias será permitida apenas mediante apresentação da receita médica em duas vias. Cada receita terá validade de 30 dias, a partir da data de emissão, e poderá ser utilizada somente uma vez. A resolução será revogada automaticamente a partir do reconhecimento, pelo Ministério da Saúde, de que não mais se configura a situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Farmácias e drogarias
Conforme previsto na resolução, todos os medicamentos que contenham as substâncias listadas na norma estão sujeitos aos procedimentos de escrituração no Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). A escrituração dos medicamentos à base de hidroxicloroquina, cloroquina e nitazoxanida já era obrigatória desde a inclusão dessas substâncias nas listas de controle da Portaria 344/1998. Para os medicamentos à base de ivermectina, a entrada de medicamentos já existentes em estoque nas farmácias e drogarias antes da resolução não necessita ser transmitida ao SNGPC.

 

Fonte - Agência Brasil

Receita libera hoje consulta ao 3º lote de restituição do IRPF

Sexta 24 Jul 2020 - 14h27




Receita libera hoje consulta ao 3º lote de restituição do IRPF

A Receita Federal abre nesta sexta-feira (24), às 9 horas, a consulta ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2020. O crédito bancário para 3.985.007 contribuintes será realizado na próxima sexta-feira, dia 31, totalizando R$ 5,7 bilhões.

De acordo com a Agência Brasil, desse total, R$ 2.056.423.308,19 são para contribuintes que têm prioridade legal de recebimento: 88.420 contribuintes idosos acima de 80 anos, 646.111 contribuintes entre 60 e 79 anos, 47.170 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 346.793 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados ainda 2.856.513 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 28 de março.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet. Na consulta à página da Receita, no Portal e-CAC, é possível acessar o serviço Meu Imposto de Renda e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele é possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em nome do contribuinte, em qualquer banco.

 

Fonte - Bahia Notícias

Seguro-desemprego poderá ser recebido em conta a partir de amanhã

Quinta 23 Jul 2020 - 10h50




Seguro-desemprego poderá ser recebido em conta a partir de amanhã

A partir de amanhã (24), o trabalhador poderá solicitar o seguro-desemprego e informar dados da conta bancária de sua titularidade e preferência para receber o benefício. A nova possibilidade de pagamento abrange o seguro-desemprego nas modalidades formal, bolsa de qualificação profissional, empregado doméstico e trabalhador resgatado.

Para solicitar o benefício na conta bancária própria, o trabalhador precisará informar, no ato da solicitação do benefício, o tipo de conta (corrente ou poupança), o número e o nome do banco, o número da agência com o respectivo dígito verificador (DV), e o número da conta de titularidade do trabalhador com DV.

A Secretaria de Trabalho, do Ministério da Economia, destaca que não devem ser informados dados de contas salários, pois nessas somente podem ser feitos depósitos e transferências de empregadores cadastrados, segundo normas estabelecidas pelo Banco Central.

A solicitação do seguro-desemprego pode ser feita no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital ou no portal gov.br e também está disponível para quem buscar atendimento presencial nas unidades de atendimento ao trabalhador.

Antes da medida, o benefício somente podia ser pago por meio de depósito em conta poupança ou conta simplificada para correntistas da Caixa Econômica Federal; por uso do Cartão Cidadão, com saque nos caixas eletrônicos de autoatendimento desse banco; ou ainda presencialmente, nas agências da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação civil.

Essas opções continuam disponíveis, mas, a partir da mudança, passa a ser permitido o pagamento por qualquer banco integrante do sistema financeiro brasileiro, por meio de transferência eletrônica bancária (TED) para depósito em conta corrente ou poupança de titularidade do beneficiado.

A ampliação na forma de recebimento do seguro-desemprego se tornou possível por meio da Resolução nº 847/2019, do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), que admitiu o novo canal de pagamento sem qualquer ônus para o beneficiário.

De acordo com a secretaria, a mudança foi operacionalizada em trabalho conjunto da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Caixa Econômica Federal e Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev).

 

Fonte - EBC

OMS: não há expectativa de vacinação até início de 2021

Quinta 23 Jul 2020 - 09h05




OMS: não há expectativa de vacinação até início de 2021

Pesquisadores têm alcançado progresso no desenvolvimento de vacinas contra a covid-19, com alguns estudos em estágio avançado, mas o uso não é esperado até o início de 2021, disse o chefe do Programa de Emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan, nessa quarta-feira.

A OMS está trabalhando para garantir uma distribuição justa das vacinas, mas neste meio tempo é essencial conter a disseminação do novo coronavírus, disse Ryan, já que os novos casos diários estão quase em níveis recordes em todo o mundo.

"Estamos fazendo um bom progresso", afirmou o especialista, observando que várias vacinas já estão em testes de Fase 3 e que até agora nenhuma fracassou em termos de segurança ou capacidade de provocar uma reação imunológica.

"Realisticamente, só na primeira parte do próximo ano começaremos a ver as pessoas serem vacinadas", disse Ryan em um evento público nas mídias sociais.

A OMS está empenhada em ampliar o acesso a possíveis vacinas e a ajudar a aumentar a capacidade produtiva, acrescentou. "Precisamos ser justos nisto, porque este é um bem global. Vacinas para esta pandemia não são para os ricos, não são para os pobres, são para todos."

O governo dos Estados Unidos pagará US$ 1,95 bilhão por 100 milhões de doses de uma vacina contra covid-19 que está sendo desenvolvida pela Pfizer e pela empresa de biotecnologia alemã BioNTech, se ela se mostrar segura e eficiente, disseram as empresas.

Mike Ryan também alertou as escolas a serem cautelosas com reaberturas, até a transmissão comunitária da covid-19 estar sob controle.

O debate norte-americano sobre a retomada das aulas se intensificou agora que a pandemia está se alastrando em dezenas de estados. "Temos que fazer todo o possível para levar nossas crianças de volta à escola, e a coisa mais eficiente que podemos fazer é deter a doença em nossa comunidade", disse. "Porque se você controla a doença na comunidade, pode abrir as escolas."

 

Fonte - Agência Brasil

 

Fiocruz estima que volta às aulas coloca em risco 9,3 milhões de adultos e idosos

Quinta 23 Jul 2020 - 08h47




Fiocruz estima que volta às aulas coloca em risco 9,3 milhões de adultos e idosos

Um estudo divulgado pela Fiocruz nesta quarta-feira (22) aponta que o retorno das aulas presenciais no Brasil coloca em risco não apenas os estudantes, professores e funcionários  das escolas. A retomada pode representar ameaça de contágio da Covid-19 para outras 9,03 milhões de adultos e idosos que estarão em contato com os estudantes na mesma casa.

 “A volta às aulas pode representar 1 perigo a mais para cerca de 9,3 milhões de brasileiros (4,4% da população total) que são idosos ou adultos (com 18 anos ou mais) com problemas crônicos de saúde e que pertencem a grupos de risco da covid-19. Isso porque eles vivem na mesma casa que crianças e adolescentes em idade escolar (entre 3 e 17 anos)”, destaca a Fiocruz.

A quantidade de pessoas que pode passar a se expor ao vírus foi calculada por análise da Fiocruz tendo por base a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Laboratório de Informação em Saúde (LIS) da entidade de pesquisa.

 Segundo o estudo, o estado de São Paulo tem o maior número de pessoas nessa situação, com cerca de 2,1 milhões de adultos e idosos em grupos de risco com crianças em casa, seguido por Minas Gerais (1 milhão), Rio de Janeiro (600 mil) e Bahia (570 mil). O Rio Grande do Norte é o que possui a maior percentagem da população nesses grupos: 6,1% do total.

Os pesquisadores do Instituto de Comunicação e Informação em Saúde da Fiocruz analisaram dados da PNS 2013 sobre 2 grupos populacionais que se encontram nos chamados grupos de risco da covid-19: os adultos com idade de 18 a 59 anos que têm diabetes, doença do coração ou doença do pulmão, e os idosos (com 60 ou mais anos). Em seguida, cruzou os dados para verificar quantos desses 2 grupos residem em domicílio com pelo menos 1 menor de 3 a 17 anos, grupo em idade escolar.

O resultado do estudo trouxe números preocupantes. De acordo com o estudo, pelo menos 3,9 milhões (1,8% da população do país) de adultos com idade entre 18 e 59 anos que têm diabetes, doença do coração ou doença do pulmão residem em domicílio com pelo menos 1 menor em idade escolar (entre 3 e 17 anos). As comorbidades citadas são agravantes de quadro de infecção pela Covid-19.

Já a população idosa (60 anos e mais) que convive em seu domicílio com pelo menos um menor em idade escolar chega a quase 5,4 milhões de pessoas (2,6% da população).

 

Fonte - G1

Detran-BA: 191 unidades regionais funcionam por hora marcada

Quinta 23 Jul 2020 - 08h45




Detran-BA: 191 unidades regionais funcionam por hora marcada

Com a retomada dos serviços do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), o interior da Bahia atingiu, nesta quarta-feira (22), a marca de 191 unidades regionais - Ciretrans, Retrans e Postos Avançados. O montante representa 98,9% do total.

O atendimento é feito por hora marcada por meio do portal do SAC Digital (clique aqui) ou pelo aplicativo. Os procedimentos de habilitação e veículos liberados nas unidades, com os respectivos municípios onde elas funcionam, estão disponíveis na plataforma.

Antes restrito aos serviços de trânsito, o modelo de agendamento prévio do SAC foi implantado nos postos descentralizados que o Detran-BA mantém fora de Salvador, em razão da pandemia do novo coronavírus. O intuito é que o serviço, promovido de forma emergencial, seja mantido após a crise sanitária em toda rede de atendimento do órgão.

 

Fonte - Bahia Notícias

Câmara aprova em 1º turno texto-base do Fundeb com 23% de participação da União

Quarta 22 Jul 2020 - 08h53




Câmara aprova em 1º turno texto-base do Fundeb com 23% de participação da União

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (21), em primeiro turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que renova o Fundeb – fundo que financia a educação básica – e amplia gradualmente a participação da União, até o patamar de 23% a partir de 2026.

A proposta foi aprovada por unanimidade pelos 499 deputados e tendo 7 contrários. Por se tratar de uma alteração constitucional, eram necessários pelo menos 308 votos a favor da matéria.

Para concluir a votação, os parlamentares ainda precisam analisar destaques, que são sugestões para alterar a redação do texto. Até a última atualização desta reportagem, essa fase ainda não havia terminado, segundo o G1.

O rito normal de tramitação de uma PEC prevê cinco sessões de intervalo antes da votação em segundo turno, mas a regra pode ser quebrada se houver acordo entre os partidos. Após essa segunda análise, se aprovado, o texto é encaminhado ao Senado.

 

Fonte - Bahia Notícias

Mais de 75% da Bahia tem escassez de chuva; é a menor área de seca desde 2015

Quarta 22 Jul 2020 - 08h50




Mais de 75% da Bahia tem escassez de chuva; é a menor área de seca desde 2015

A Bahia registrou, em junho de 2020, seca em 75,78% do seu território, segundo dados da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA). O número registrado é um pouco menor que o de maio, quando 80,97% da Bahia enfrentava a seca. É o menor percentual no estado desde agosto de 2015, quando 61,7% de sua área sofria com a escassez de chuva.

O estudo da ANA também avalia a intensidade do problema. A severidade da falta de chuvas também diminuiu com o recuo da área com seca moderada, que caiu de 31,01% para 17,94% entre maio e junho. A seca grave e a seca fraca estão presentes em 3,71% e 54,13% do estado, respectivamente.

Os acumulados de chuvas em junho na Bahia variaram entre valores abaixo de 10 mm, na porção centro-oeste, e valores em torno de 250 mm no litoral. Tal condição, somada à uma melhora nos indicadores de curto e longo prazo, favoreceu a uma redução da intensidade da seca - de moderada para fraca - em grande parte do centro-sul do estado.

Também houve uma pequena expansão da área sem seca em parte do setor nordeste e, ainda, no extremo sul. No extremo norte, na divisa com o Piauí, ainda prevalece o núcleo de seca grave. Os impactos em todo o território baiano são de longo prazo.

 

Fonte - iBahia

Brasil chega a 2,1 milhão de casos e 81,4 mil mortes em razão da Covid-19

Quarta 22 Jul 2020 - 08h32




Brasil chega a 2,1 milhão de casos e 81,4 mil mortes em razão da Covid-19

O Brasil contabiliza 2.159.654 milhões de casos da Covid-19. Nas últimas 24 horas foram registradas mais 1.367 mortes, segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta terça-feira (21).

O número de casos nas últimas 24 horas somaram mais 41.008 no quadro da doença. Já o número total de mortes chegou a 81.487.

Conforme o balanço, 612.197 pessoas estão em acompanhamento e outras 1.465.970 se recuperaram da doença.

 

Fonte - Bahia Notícias

Câmara aprova auxílio emergencial para agricultor familiar na pandemia

Terça 21 Jul 2020 - 09h37




Câmara aprova auxílio emergencial para agricultor familiar na pandemia

A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (20) o Projeto de Lei 735/20, que prevê medidas de apoio para agricultores familiares durante o estado de calamidade pública. O texto, que segue agora para o Senado, estende o auxílio emergencial de R$ 600 aos agricultores que ainda não tenham recebido o benefício.

Pelo texto aprovado, poderão ter acesso às medidas agricultores e empreendedores familiares, pescadores, extrativistas, silvicultores e aquicultores. O produtor que ainda não tiver recebido o auxílio poderá receber do governo federal o valor total de R$ 3 mil divididos em cinco parcelas de R$ 600. A mulher provedora de família terá direito a R$ 6 mil, de acordo com a Agência Brasil.

Os requisitos do auxílio aos agricultores são semelhantes aos do auxílio emergencial. Dessa forma, o agricultor familiar não pode ter emprego formal, nem receber outro benefício previdenciário, exceto Bolsa Família ou seguro-defeso, e ter renda familiar de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar total de até três salários mínimos. O beneficiário também não pode ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

A proposta também estabelece o Fomento Emergencial de Inclusão Produtiva Rural para apoiar a atividade de agricultores familiares durante o estado de calamidade pública. Pelo texto, o benefício pode ser concedido àqueles que se encontram em situação de pobreza e extrema pobreza, excluídos os benefícios previdenciários rurais. A medida autoriza a União a transferir ao beneficiário do fomento R$ 2.500, em parcela única, por unidade familiar. Para a mulher agricultora familiar, a transferência será de R$ 3 mil.

Outro ponto do projeto concede o auxílio Garantia-Safra, automaticamente, a todos os agricultores familiares aptos a receber o benefício durante o período de calamidade pública, condicionado à apresentação de laudo técnico de vistoria municipal comprovando a perda de safra. O Garantia-Safra assegura ao agricultor familiar o recebimento de um auxílio pecuniário, por tempo determinado, caso perca sua safra em razão de seca ou excesso de chuvas.

O texto também institui linhas de crédito rural no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Podem se beneficiar das medidas agricultores com renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Entre as condições para a linha de crédito, estão taxa de juros de 1% ao ano; prazo de vencimento mínimo de 10 anos, incluídos cinco de carência; limite de financiamento de R$ 10 mil por beneficiário; e prazo para contratação até o fim de 2021. No caso da mulher agricultora familiar, a taxa de juros será menor, de 0,5% ao ano, e com adicional de adimplência de 20% sobre os valores pagos até a data de vencimento.

De acordo com o texto, o risco das operações será assumido pelos Fundos Constitucionais de Financiamento, nas operações contratadas com recursos desses fundos, e pela União, nos financiamentos objetos de subvenção econômica.

 

Fonte - Agência Brasil

SEC projeta retorno das aulas em Salvador com rodízio de turmas e aulas aos sábados

Terça 21 Jul 2020 - 09h02




SEC projeta retorno das aulas em Salvador com rodízio de turmas e aulas aos sábados

O retorno das aulas presenciais nas escolas municipais da capital baiana deve instituir um regime de rodízio de turmas durante a semana com a capacidade das salas limitadas a 50% dos matriculados. O protocolo de retomada das aulas, antecipado pelo Bahia Notícias, foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) e será apresentado ao prefeito ACM Neto (DEM) pelo secretário Bruno Barral (PSDB) nos próximos dias.

Para tentar reduzir o adensamento das turmas, o protocolo prevê o regime de rodízio, em que partes dos estudantes terão as aulas presenciais às segundas, quartas e sextas-feiras e o outro grupo às terças, quintas e sábados. O calendário escolar de 2020 ainda deve excluir férias, feriados e adentrar em 2021.

“Vamos reduzir o adensamento das turmas, com regras para evitar o contato e aglomerações durante as horas do almoço e lanche. Vamos ter horários de chegada diferentes e aferir as temperaturas na entrada”, detalhou o secretário Bruno Barral em entrevista ao Isso é Bahia, de A Tarde FM (103.9) e Bahia Notícias desta terça-feira (21).

O retorno às aulas deve começar com turmas do fundamental II e depois escalonar para as turmas com alunos menores. Os alunos da educação infantil serão os últimos no retorno às atividades escolares.

Algumas mudanças estruturais para evitar o contágio pela Covid-19 também estão sendo feitas nas escolas. “Vamos fazer marcações para indicar o distanciamento, isolando os bebedouros, mantendo apenas a possibilidade de cada um encher seu copo. Vamos fazer esse processo com tranquilidade. É um momento de acolhimento que não precisa ser tão conteudista. Vamos começar um novo normal, não só no discurso ou na prática”, completou Barral.

As escolas ainda devem instaurar um comitê para acompanhar e orientar alunos e pais em caso de contaminação pelo novo coronavírus.

O protocolo de retomada das aulas presenciais na rede municipal e particular de ensino em Salvador só será anunciado quando a cidade atingir a fase dois do fim da quarentena. Para isso, a taxa de ocupação dos leitos de UTI para o tratamento da Covid-19, atualmente em 75%, deve ser menor do que 70%. As informações foram compartilhadas pelo prefeito ACM Neto (DEM) durante a entrega de novos leitos de UTI nesta sexta-feira (17). 

Com as aulas suspensas, a gestão municipal entrega chips telefônicos com pacote de acesso a internet móvel para 33 mil alunos do Ensino Fundamental II, além de executar outras ações, como a transmissão de conteúdo didático pela televisão aberta.

Devido o potencial de contágio assintomático das crianças para o novo coronavírus, as escolas municipais e particulares de Salvador estão entre as últimas atividades a terem o retorno liberado pela prefeitura. Com o período de suspensão, o calendário da rede municipal de ensino deverá ser adaptado e compensar o período sacrificando férias e feriados de 2020 e 2021.

 

Fonte - Bahia Notícias

Vacina de Oxford para Covid-19 induz resposta imune, anunciam cientistas

Segunda 20 Jul 2020 - 11h42




Vacina de Oxford para Covid-19 induz resposta imune, anunciam cientistas

A vacina da Universidade de Oxford para Covid-19 é segura e induziu resposta imune ao vírus, anunciaram cientistas nesta segunda-feira (20).

A vacina que está sendo aplicada em fase de testes, inclusive em São Paulo, foi capaz de gerar anticorpos contra a doença em ensaios clínicos iniciais - fase 1. A informação foi divulgada pelo canal de televisão britânico ITV.

A reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraia Smaili, afirmou que a vacina deve ter seu registro liberado até junho de 2021.

 

Fonte - iBahia

Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em abril

Segunda 20 Jul 2020 - 10h27




Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em abril

A Caixa credita hoje (20) o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores nascidos em abril.

O novo saque tem como objetivo enfrentar o estado de calamidade pública em razão da pandemia de covid-19. No total, serão liberados, de acordo com todo o calendário, mais de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

O pagamento do saque emergencial será feito por meio de crédito na Conta Poupança Social Digital, aberto automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores. O valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas com saldo no FGTS.

O calendário foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador.Confira:

janeiro 29 de junho 25 de julho
fevereiro 06 de julho 08 de agosto
março 13 de julho 22 de agosto
abril 20 de julho 05 de setembro
maio 27 de julho 19 de setembro
junho 03 de agosto 03 de outubro
julho 10 de agosto 17 de outubro
agosto 24 de agosto 17 de outubro
setembro 31 de agosto 31 de outubro
outubro 08 de setembro 31 de outubro
novembro 14 de setembro 14 de novembro
dezembro 21 de setembro 14 de novembro

Caso não haja movimentação na conta de economia social digital até 30 de novembro deste ano, o valor será devolvido à conta do FGTS com a devida remuneração do período, sem prejuízo para o trabalhador. Se após esse prazo o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo Aplicativo FGTS até 31 de dezembro de 2020.

A Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento para informações sobre o saque emergencial do FGTS: site fgts.caixa.gov.br, Telefone 111 - opção 2, Internet Banking Caixa e aplicativo do FGTS.