Portal Livramento

Portal Livramento

LIVRAMENTO: 30% DOS ELEITORES JÁ FIZERAM RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO NO CARTÓRIO DA 101ª ZONA ELEITORAL

Quarta 21 Fev 2018 - 08h53




LIVRAMENTO: 30% DOS ELEITORES JÁ FIZERAM RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO NO CARTÓRIO DA 101ª ZONA ELEITORAL

O Cartório da 101ª Zona Eleitoral possui 61.754 eleitores dos municípios de Livramento, Dom Basílio, Rio de Contas e Jussiape, destes,  28,84% (dados de 07/02), ou seja, 17.810 eleitores já fizeram o recadastramento biométrico. No referido cartório, a biometria é por tempo indeterminado, portanto, não é necessário dormir na fila para realizar o recadastramento, vez que nesta eleição de 2018 os eleitores da 101ª Zona Eleitoral podem votar normalmente, ainda que não tenham feito o procedimento. O cartório funciona em dias úteis, das 08:00 às 14:00 horas, atendendo, dentre outros serviços, 70 senhas para o recadastramento biométrico.  Em contato com o Portal Livramento, o Chefe do Cartório, Guliherme Moreira de Souza, informou que o cadastro eleitoral para as eleições gerais de 2018 (alistamento, transferência e revisão de dados) encerra no dia 09 de maio.

LIVRAMENTO: PREFEITO INSTAURA PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR CONTRA SERVIDORA POR SUPOSTAS OFENSAS EM REDES SOCIAIS

Terça 20 Fev 2018 - 11h27




LIVRAMENTO: PREFEITO INSTAURA PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR CONTRA SERVIDORA POR SUPOSTAS OFENSAS EM REDES SOCIAIS

O Prefeito de Livramento de Nossa Senhora, Ricardo Ribeiro, através da Portaria nº 001, de 19 de fevereiro de 2018, determinou a instauração de Processo Administrativo Disciplinar em face da servidora municipal, Sônia Ambrósia Silva Oliveira, agente de biblioteca, argumentando que "através da Ouvidoria, o Gabinete do Prefeito, tomou ciência de conduta proibida, por parte da referida servidora, que por diversas vezes referiu-se de modo depreciativo e desrespeitoso ao então (sic) prefeito Municipal por meio de aúdio veiculados pelas redes sociais". Para a Comissão Processante o prefeito nomeu os seguintes membros: Anderson Castro Ribeiro (Presidente); Josiara Rodrigues Dantas e Liliana Lima Vieira Pereira. O art. 3º da antedita Portaria cita os arts. 132, inciso VI, 142, incisos I a V e art. 144, todos do Estatuto dos Servidores Públicos do município de Livramento, Lei nº 844 de 18 de outubro de 1991, salientando que a servidora, caso considerada culpada, poderá ser punida com a penalidade de advertência. Os trabalhos deverão ser concluidos pela Comissão Processante no prazo de 60 (sessenta) dias.

Câmara aprova decreto de intervenção no Rio; senadores votam medida hoje (20)

Terça 20 Fev 2018 - 08h24




Câmara aprova decreto de intervenção no Rio; senadores votam medida hoje (20)

A Câmara dos Deputados aprovou, por 340 votos a 72, o decreto legislativo que autoriza a intervenção federal na área de segurança pública do estado do Rio de Janeiro. Após mais de seis horas de discussões e táticas de obstrução pelos contrários à medida, os deputados acataram o parecer da deputada Laura Carneiro (MDB-RJ) favorável à medida, anunciada pelo presidente Michel Temer na última sexta-feira (16).

Nesta terça-feira (20), o Senado deve realizar, às 18h, uma sessão extraordinária destinada a votar o decreto. Caso o texto que estipula a intervenção seja aprovado pela maioria simples dos senadores presentes, o Congresso Nacional poderá publicar o decreto legislativo referendando a decisão de Temer de intervir no Rio de Janeiro.

A sessão durou mais do que o comum para uma segunda-feira e adentrou a madrugada desta terça-feira, em um dia em que os parlamentares ainda estão, normalmente, retornando de seus estados. Ao longo das discussões, quatro requerimentos foram apreciados pelos deputados por meio de votação nominal, o que significa que eles tiveram que votar no painel eletrônico, e não de modo simbólico. Após orientações dos líderes, os três pedidos de adiamento da votação foram rejeitados pela maioria dos parlamentares. Já o requerimento para encerramento das discussões foi aprovado por 328 votos a 7, mesmo com a obstrução dos oposicionistas, que não deram quórum neste momento.

Ao abrir a sessão, por volta das 20h, o presidente da Câmara (DEM), Rodrigo Maia, que é deputado pelo Rio de Janeiro, fez um apelo aos colegas para que aprovassem a medida.

Durante as votações, deputados favoráveis e contrários à medida se revezaram na tribuna. Para o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), a votação precisava ser adiada para que o governo dissesse de onde viriam os recursos para que a intervenção entre efetivamente em ação. “É o momento importante para se fazer um balanço jamais feito das 29 operações de Garantia da Lei e da Ordem ocorridas no país desde 2010. Alguém tem um relatório da eficácia disso?”, questionou o parlamentar.

Já para o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), a intervenção federal é prevista constitucionalmente e cabe ao Congresso Nacional aprovar ou não a iniciativa do Poder Executivo. “Lamento que alguns partidos prefiram fazer o discurso hipócrita e de enganação ao povo do meu estado, que já não aguenta mais insegurança em todos os lugares. Nós precisamos urgentemente, no Rio de Janeiro, que a Constituição seja cumprida. Intervenção federal já. E hoje vocês decidem: andar com os bandidos do PCC, do Comando Vermelho e do Terceiro e por aí, ou [aprovarem o decreto]”, defendeu.

 

Fonte - Agência Brasil

Congresso suspende reforma da Previdência, e proposta é excluída da pauta em 2018

Terça 20 Fev 2018 - 08h17




Congresso suspende reforma da Previdência, e proposta é excluída da pauta em 2018

O presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB-CE), determinou nesta segunda-feira (19) à Mesa Diretora da Casa que suspenda a tramitação de todas as propostas de emenda à Constituição (PEC) enquanto vigorar o decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro, previsto até dezembro. A suspensão atinge em cheio a reforma da Previdência, que é uma PEC. Estima-se que a medida paralisará, ao todo, quase 190 propostas que estavam em andamento nas duas Casas, entre elas, a que prevê o fim do foro privilegiado para parlamentares e diversas outras autoridades.

Eunício também descartou a possibilidade de o Congresso sustar o decreto para que a Câmara e o Senado votem a reforma da Previdência. Na prática, a decisão de Eunício joga por terra as pretensões do Palácio do Planalto de votar a reforma ainda em fevereiro. Essa era a data-limite definida também pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Após participar da reunião dos Conselhos de Defesa Nacional e da República, no Palácio da Alvorada, o presidente do Congresso declarou que obedecerá a legislação que impede os parlamentares de aprovarem emendas constitucionais, inclusive a da reforma da Previdência.

“Nenhuma PEC tramitará, não precisa a oposição entrar com pedido de liminar, absolutamente nada, porque nenhuma PEC tramitará. O mandamento constitucional no Artigo 60, item 1º, determina que, em estado de sítio, em estado de defesa ou em intervenção, nenhuma PEC poderá tramitar, portanto não haverá mudança na Constituição”, ressaltou Eunício.

Sem suspensão

O presidente do Senado disse que o presidente Michel Temer, por ser um constitucionalista, concordou com a suspensão de todas as PECs. Segundo ele, Temer não poderia se opor ao que determina a Constituição. Após assinar o decreto, na última sexta-feira (16), o presidente chegou a dizer que poderia suspender sua decisão para que o Congresso votasse a reforma da Previdência assim que fossem alcançados na Câmara os 308 votos necessários para a aprovação da proposta.

“Não há previsão constitucional de suspensão de decreto. Ele pode a qualquer momento suspender o decreto, mas como? Extinguindo a intervenção no Rio de Janeiro. Se for pra fazer uma intervenção, chamar todos nós, fazer a intervenção e daqui a cinco dias dizer que foi um equívoco porque precisa votar matéria A ou matéria B, não teria sentido ter feito a intervenção”, argumentou Eunício.

Conveniência

O presidente do Senado sinalizou ainda que, politicamente, não seria possível revogar o decreto e assinar outro em seguida a fim de beneficiar a aprovação de qualquer matéria no Congresso. “Nem o presidente Temer nem ninguém fará com que o presidente do Senado e do Congresso Nacional mude a posição por conveniência. (…) Se ele revogar [o decreto] , extingue-se a intervenção no estado do Rio de Janeiro automaticamente. Aí para fazer uma nova intervenção eu não sei se teria aí a condição política de se fazer, teria que fazer todo o trâmite novamente. Então, o que a sociedade ia dizer, o que iriamos dizer no Conselho? Que não havia a necessidade da intervenção. E ela é necessária”, completou.

Eunício afirmou que vai pautar o decreto de intervenção na segurança do Rio no dia seguinte ao da aprovação na Câmara. A previsão é que os deputados aprovem o texto entre hoje e amanhã. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que não aceitará que o texto relatado pela deputada Laura Carneiro (MDB-RJ) sofra alterações por meio de emendas.

Com informações da Agência Brasil

Quadrilha que sequestrou ex-prefeito de Valença foi presa dividindo valor de resgate em churrascaria em SP, diz polícia

Terça 20 Fev 2018 - 08h14




Quadrilha que sequestrou ex-prefeito de Valença foi presa dividindo valor de resgate em churrascaria em SP, diz polícia

Os quatro homens suspeitos de terem sequestrado o empresário e ex-prefeito da cidade baiana de Valença, Ramiro José Campêlo de Queiroz, 70 anos, foram presos durante um encontro em uma churrascaria para fazer a redistribuição do dinheiro obtido por meio de negociação com a família. A informação foi divulgada pelo delegado Cleandro Pimenta, titular do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), durante coletiva à imprensa no final da manhã desta segunda-feira (19).

Todos os presos foram apresentados na unidade de Polícia Civil, que fica no bairro da Pituba. Eles foram identificados como Carlos Eduardo Rabello, Márcio Reis dos Santos, André Luís Maciel Santos e Geraldo Alves de Carvalho. Eles foram detidos em flagrante, no município de Caçapava, no interior de São Paulo, às margens da Via Dutra.

Os familiares fizeram a negociação de liberação da vítima diretamente com os criminosos e pediram que a polícia não participasse do processo, a fim de garantir a segurança do ex-prefeito. Entretanto, o delegado Cleandro Pimenta disse que a corporação, por meio do serviço de inteligência, prosseguiu com as investigações de forma paralela.

O delegado detalhou passo a passo a ação dos bandidos no sequestro que durou 25 dias:

18/01: Ramiro é sequestrado dentro de casa, em Valença, no baixo sul do estado, às 6h, por três homens que renderam o caseiro e também a mulher da vítima;
11/02: Família paga resgate para parte da quadrilha no município de Taubaté, em São Paulo;
12/02: Vítima é liberada por outra parte da quadrilha, no município de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador;
14/02: A quadrilha é presa reunida em uma churascaria às margens da Via Dutra, no município de Caçapava;
17/02: Presos são transferidos de São Paulo para Salvador;
19/02: Presos são apresentados à imprensa na Polícia Civil, no bairro da Pituba

A polícia diz que todos os presos têm passagem pela polícia por assalto. Um deles, Márcio Reis dos Santos, de 42 anos, é morador de Salvador e já ficou preso por um período de 13 anos por roubo a banco.

Outro, o mais velho do grupo, Carlos Eduardo Rabello, de 47 anos, natural de Recife, já foi preso por roubo de carro, assalto a carro-forte e roubo a banco. Já Geraldo Alves de Carvalho, de 36 anos, natural de Salvador, já foi preso por saidinha bancária.

A polícia não detalhou o histórico criminal de André Luis Maciel dos Santos. O delegado disse que investiga a participação de outros suspeitos, mas destaca que os quatro presos são os protagonistas do sequestro.

 

Fonte - G1

Pedro Maia é mais votado em lista tríplice para procurador-geral; decisão é de Rui Costa

Terça 20 Fev 2018 - 08h10




Pedro Maia é mais votado em lista tríplice para procurador-geral; decisão é de Rui Costa

Alexandre Cruz, Ediene Lousado e Pedro Maia foram escolhidos pelos promotores de Justiça, nesta segunda-feira (19), como nomes que integrarão a lista tríplice para procurador-geral de Justiça da Bahia. A partir da lista, o governador Rui Costa escolherá quem será o próximo chefe do Ministério Público do Estado (MP-BA). Pedro Maia, que teve 292 votos dos 516 computados, ficou em primeiro no pleito. Ele é integrante da atual administração do MP e coordenador da área criminal do órgão. Pedro ficou em primeiro lugar na votação de dois anos atrás e, nesta eleição, conta com o apoio nos bastidores de dois ex-procuradores-gerais. Em sua campanha, defendeu que é preciso apresentar soluções criativas e uma “gestão inovadora, que saia do lugar comum e consiga trazer recursos para instituição” (veja aqui). Ediene, que teve 266 votos, é a atual procuradora-geral e mantém uma boa relação com o chefe do Executivo e na última eleição também não ficou em primeiro lugar na lista tríplice. Ao votar nesta manhã, prometeu "novos ajustes" e ampliar a interlocução do órgão com instituições externas(veja aqui). Alexandre Cruz, ex-presidente da Associação do Ministério Público da Bahia (Ampeb), teve 233 votos. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele diz vivenciar e conhecer bem os problemas e carências institucionais, o que pode auxiliar seu trabalho à frente do MP-BA. Aurisvaldo Sampaio, que também concorria, teve 106 votos. Agora, o governador Rui Costa poderá decidir quem será conduzido - ou reconduzido - ao cargo. O gestor não precisa respeitar a ordem da votação. 

 

Fonte - Bahia Notícias

Aposta única leva prêmio de R$ 104,5 milhões da Mega-Sena

Segunda 19 Fev 2018 - 08h42




Aposta única leva prêmio de R$ 104,5 milhões da Mega-Sena

Uma aposta da cidade de Curitiba acertou as seis dezenas da Mega-Sena neste sábado (17) e levou um prêmio de aproximadamente R$ 104,5 milhões. O sorteio aconteceu na cidade de Vinhedo, no interior de São Paulo. As dezenas sorteadas foram 17 - 18 - 27 - 32 - 39 - 58. Outras 130 apostas acertaram a Quina e levaram R$ 51,5 mil. Além disso, outros 12.558 apostadores acertaram quatro dezenas e ganharam R$ 762 com a Quadra. O próximo sorteio da Mega-Sena está marcado para acontecer na próxima quarta-feira (21) e a estimativa de prêmio é de R$ 3 milhões.

 

Fonte - Bahia Notícias

Campanha de vacinação contra febre amarela é iniciada nesta segunda em 8 municípios da BA

Sexta 16 Fev 2018 - 11h54




Campanha de vacinação contra febre amarela é iniciada nesta segunda em 8 municípios da BA

A campanha de vacinação contra febre amarela será iniciada na próxima segunda-feira (19) em oito municípios baianos: Camaçari, Candeias, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Salvador, São Francisco do Conde e Vera Cruz. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), a meta é imunizar, até 9 de março, 95% da população dos municípios. A estratégia adotada será a determinada pelo Ministério da Saúde, com a utilização de doses fracionadas. A vacinação é destinada a pessoas a partir dos dois anos de idade, inclusive indígenas, desde que não apresentem condições clínicas especiais. Todos que já tiverem tomado a vacina ao longo da vida não terão a necessidade de receber nova dose. A intenção é proteger o maior número de pessoas contra a febre amarela, em localidades com grande contingente populacional e que tem evidência de circulação do vírus e risco elevado de transmissão da doença. Durante a campanha, a dose padrão será disponibilizada apenas para crianças de 9 meses a menores de dois anos de idade, gestantes com indicação escrita do médico, viajante internacional que necessite a emissão do certificado internacional de vacinação e profilaxia e para pessoas que apresentarem condições clínicas especiais avaliadas pelo serviço de saúde. O Dia D de vacinação acontece no próximo dia 24.

 

Fonte - iBahia

Governo fará intervenção federal na Segurança do Rio; é a 1ª medida do tipo desde 1988

Sexta 16 Fev 2018 - 11h00




Governo fará intervenção federal na Segurança do Rio; é a 1ª medida do tipo desde 1988

O governo federal decidiu na madrugada desta sexta-feira (16) fazer uma intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro e o decreto que autoriza a medida deverá ser assinado ainda nesta sexta. Segundo informações do jornal O Globo, com a alteração, as polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros passarão a ser administrados pelo Comando Militar do Leste (CML), chefiados pelo general Walter Souza Braga Netto. O interventor ficará a cargo da tomada de decisões e da execução de medidas de combate ao crime organizado no estado. Braga Netto assumiu o CML em setembro de 2016, logo após os Jogos Olímpicos Rio 2016, na qual atuou como Coordenador Geral da Assessoria Especial para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, elogiou sua atuação na época. O general também atuou entre as lideranças da ação realizada no Espírito Santo, em fevereiro de 2017, com a participação das Forças Armadas, para reforço na segurança dos municípios do estado em decorrência de um aumento da violência – policiais militares deixaram as ruas em motim, com familiares acampados em frente aos batalhões. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o decreto deve transferir o comando da segurança pública do estado às Forças Armadas até dezembro deste ano. O decreto que será assinado nesta sexta-feira (16) ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional. Compareceram à reunião da madrugada os ministros Raul Jungmann (Defesa), Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional), Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento), e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), além do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Essa será a primeira intervenção do tipo desde a aprovação da Constituição de 1988.

 

Fonte - Bahia Notícias

Temporal no Rio deixa 3 mortos; Prefeitura pede deslocamentos apenas à tarde

Quinta 15 Fev 2018 - 09h37




Temporal no Rio deixa 3 mortos; Prefeitura pede deslocamentos apenas à tarde

Três pessoas morreram durante o temporal que atingiu o Rio na madrugada desta quinta-feira (15). Um homem e uma mulher morreram em casa atingidos por um deslizamento de terra em Quintino. Em Realengo, um policial militar ia para o trabalho de carro quando uma árvore caiu sobre o veículo e o matou.

A chuva causou interdições, alagamentos e derrubou um trecho da ciclovia Tim Maia, na Zona Oeste. A prefeitura recomenda à população que evite circular na cidade pela manhã.

Foram cinco horas em estágio de crise devido à chuva forte, que teve vento e raios. Às 5h30, a cidade retornou ao estado de atenção, mas há vias interditadas e serviços suspensos, como os trens e o BRT.

O estágio de crise é o pior de três estágios, com previsão de chuva forte a muito forte. Quando a cidade entra nessa situação, equipes emergenciais da Prefeitura atuam contra transtornos generalizados, alagamentos e deslizamentos. O estágio de atenção é o segundo estágio, com previsão de chuva moderada a muito forte.

Vítimas

O homem e a mulher que morreram em Quintino foram identificados como Marcos Garcia, de 59 anos, e Judina Magalhães, de 62.

O policial militar ainda não foi identificado. Ele era lotado no batalhão do Méier e trafegava na Avenida Brasil quando tentou fugir do trânsito. Ao pegar um atalho na rua Recife, acabou sendo morto com a queda da árvore.

Quem precisou sair de casa tem encontrando problemas nos transportes públicos e nas principais vias da cidade. A circulação do ramal Santa Cruz da Supervia está suspensa.

O BRT tem serviço irregular. Já o Metrô, segundo a concessionária, funciona normalmente, assim como os aeroportos Santos Dumont e Tom Jobim.

De acordo com o Alerta Rio, não há mais previsão de temporal para esta quinta-feira. Mas chuvas de moderada a forte podem voltar a ocorrer.

 

Fonte - G1

Itapitanga: Prefeito é encontrado morto em casa

Quinta 15 Fev 2018 - 08h57




Itapitanga: Prefeito é encontrado morto em casa

O prefeito de Itapitanga, no sul baiano, Dernival Dias Ferreira (PSB), foi encontrado morto no fim da madrugada desta quinta-feira (15). Segundo informações preliminares, Dernival foi encontrado, por volta das 5h, com marcas de tiro. A suspeita é que o gestor tenha atirado contra si mesmo. O fato ocorreu na residência do prefeito, situada na Rua da Embasa. Uma perícia deve apontar as causas da morte. Dernival Ferreira estava no terceiro mandato como prefeito. Não há ainda informações sobre sepultamento.

 

Fonte - Bahia Notícias

Aberta a Campanha da Fraternidade de 2018: “Fraternidade e superação da violência”

Quinta 15 Fev 2018 - 08h23




Aberta a Campanha da Fraternidade de 2018: “Fraternidade e superação da violência”

Na manhã desta quarta-feira, 14 de fevereiro, na sede provisória da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), foi aberta oficialmente a Campanha da Fraternidade (CF) 2018. Este ano, a Campanha trata da “Fraternidade e a superação da violência”. O presidente da entidade, cardeal Sergio da Rocha, e o secretário-geral, dom Leonardo Steiner, receberam autoridades para o evento: a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, o coordenador da Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência e Redução de Homicídios, deputado Alessandro Molon, e o presidente da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP), Carlos Alves Moura.

Mensagem do Papa

O secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Luís Fernando da Silva, leu para os presentes no evento a mensagem enviada pelo papa Francisco: “O perdão das ofensas é a expressão mais eloquente do amor misericordioso e, para nós cristãos, é um imperativo de que não podemos prescindir. Às vezes, como é difícil perdoar! E, no entanto, o perdão é o instrumento colocado nas nossas frágeis mãos para alcançar a serenidade do coração, a paz. Deixar de lado o ressentimento, a raiva, a violência e a vingança é condição necessária para se viver como irmãos e irmãs e superar a violência”.

No final da Mensagem, papa Francisco pediu: “Peço a Deus que a Campanha da Fraternidade deste ano anime a todos para encontrar caminhos de superação da violência, convivendo mais como irmãos e irmãs em Cristo. Invoco a proteção de Nossa Senhora da Conceição Aparecida sobre o povo brasileiro, concedendo a Bênção Apostólica. Peço que todos rezem por mim”.

Exposições

“Há alguns dados dos estudiosos que nos estarrecem”, disse Carlos Moura. Negros e jovens são as maiores vítimas da violência no Brasil, informou. A população negra corresponde à maioria dos 10% dos indivíduos expostos ao homicídio no País. “É oportuno refletir sobre o Manual da Campanha da Fraternidade”, chamou a atenção: “A violência racial no Brasil é uma situação que faz supor uma forte correlação entre três formas de violência, direta, estrutural e cultural. Os casos de violência direta parecem ser resultado mais concreto e evidente de questões socioeconômicas históricas, além de deixarem entrever representações culturalmente produzidas e já naturalizadas a respeito da população negra, do índio, dos migrantes e, mais recentemente, também do imigrante”.

Moura lembrou que outra Campanha da Fraternidade tratou da superação da violência contra a comunidade negra, a Campanha de 1988, que tinha como lema: “Ouvi o clamor desse povo”.  Nela, segundo Carlos Moura, a Igreja renovou o comprometimento da Igreja com o combate à violência.

A ministra Cármen Lúcia, agradeceu à CNBB “pelo convite ao Poder Judiciário para participar desse momento”. A presidente do STF disse que hoje, infelizmente, o outro tem sido visto com desconfiança e não como um irmão, um parceiro. “Esta campanha ajuda a ver o outro como aliado, como irmão”, reforçou. “Não basta que se faça parte da sociedade humana, mas é preciso atuar por ela para que se crie espaços de fraternidade”, acrescentou a ministra.

Deputado Alessandro Molon disse: “Nós nos acostumamos com a nossa tragédia. É como se no Brasil, a vida humana valesse muito pouco”. Ele realçou que a Campanha da Fraternidade não é de combate à violência, mas a superação dela. Chamou atenção para esse ano de discursos políticos é preciso lembrar o que diz o texto-base da Campanha que lembra que se trata de um problema complexo que não aceita soluções simplistas. “Esse carnaval nos deixou algumas lições. Quando as autoridades se omitem, por exemplo, a violência cresce”. O deputado ainda lembrou que todos têm responsabilidade, mas o Parlamento deve melhorar o Direito para proteger mais a vida que o patrimônio.

Cardeal Sergio da Rocha disse que a importância da Campanha da Fraternidade tem crescido a cada ano, repercutindo não somente dentro do âmbito da Igreja Católica, mas em toda a sociedade civil, além de outras igrejas cristãs. “Construir a Fraternidade para superar a violência” é o objetivo da Campanha da Fraternidade, lembrou. “A vida, a dignidade das pessoas, de grupos sociais mais vulneráveis têm sido atingidos frequentemente”. A realidade da violência, no entanto, “não deve levar a soluções equivocadas”, disse. Por conta disso, a Campanha da Fraternidade, disse o cardeal, quer ajudar a todos para fazer uma análise profunda diante da complexidade da realidade da violência.

“Embora que seja importante a ação de cada um de nós, mas é preciso de ações comunitárias”, disse o presidente da CNBB. A Igreja não pretende oferecer soluções técnicas para os problemas que aborda, mas o valor da fé e do amor que mostra que o semelhante não é um adversário, mas um irmão a ser amado, disse o Cardeal.

Cobertura

Todas as emissoras de TV de inspiração católica no Brasil, cinco grandes redes e duas TVs regionais, estiveram comprometidas com a transmissão do lançamento da Campanha da Fraternidade graças ao trabalho coordenado pela Signis Brasil, entidade católica que se ocupa com os meios de comunicação da Igreja. A Rede Católica de Rádio (RCR) também se fez presente oferecendo sinal de áudio para todas as emissoras interessadas no evento. A Assessoria de Imprensa da CNBB também ofereceu transmissão pelo Facebook e o vídeo já está disponível para ser visto na página @CNBBNacional.

 

Fonte - CNBB

Baianos que tiveram título cancelado podem regularizar situação a partir de 5 de março

Quarta 14 Fev 2018 - 17h34




Baianos que tiveram título cancelado podem regularizar situação a partir de 5 de março

Quem teve o seu título de eleitor cancelado por não realizar a biometria em Salvador e outras 50 cidades baianas poderá regularizar a sua situação a partir do dia 5 de março, informou nesta segunda-feira (12) o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado da Bahia (TRE-BA), José Edivaldo Rotondano. Em entrevista ao Bahia Notícias, o desembargador reforçou que o atendimento estará suspenso em fevereiro para permitir a homologação das biometrias realizadas. “O expediente foi suspenso nos dias 1º e 2 e durante o mês de fevereiro nós estamos atendendo só situações de emergência, para certidões [de quitação eleitoral] apenas, porque estamos no processo de homologação da revisão eleitoral. Então nós vamos concluir entre 20 e 25 de fevereiro. E no dia 5 de março nós vamos recomeçar e dar mais oportunidade às pessoas que tiveram os títulos cancelados, até o dia 9 de maio, que é a data do fechamento do cadastro. Então nós vamos permitir que as pessoas possam regularizar a sua situação”, detalhou Rotondado, que nesta noite está no Camarote Salvador. O presidente do TRE-BA comentou ainda sobre as críticas que recebeu ao aparecer em uma foto de sunga durante o final do processo de recadastramento biométrico (relembre aqui). “Eu não tenho absolutamente nada a dizer [sobre as críticas]. É um dia de domingo, todo mundo tem direito de ter lazer, tenho família, e presidente de tribunal, desembargador, juiz, têm necessidades. Sofrem como as pessoas comuns. Ainda mais que eu sou uma pessoa extremamente comum. Nós somos. Nós temos necessidades, desejos, lazer. Quem acompanha a minha vida sabe o quanto eu me entrego aos dois tribunais. É impossível que em um dia de domingo eu não possa ir à praia. E eu não surfo nada. Apenas fui levar o meu sobrinho para surfar”, defendeu. “Nós somos cidadãos comuns, pessoas do povo, normais, como qualquer outro”, completou.

 

Fonte - Bahia Notícias

Mega-Sena pode pagar R$ 71 milhões hoje (14)

Quarta 14 Fev 2018 - 17h32




Mega-Sena pode pagar R$ 71 milhões hoje (14)

O concurso 2.014 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 71 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta-feira (14) em Vinhedo (SP).

 

Fonte - G1