Portal Livramento

Portal Livramento

Resultado da busca pelo arquivo de "07/2015"

Chile bate a Argentina nos pênaltis e conquista a Copa América, seu 1º título

Sábado 04 Jul 2015 - 20h32




Chile bate a Argentina nos pênaltis e conquista a Copa América, seu 1º título

Foi sofrido, nos pênaltis, diante de uma torcida apaixonada. E nesse sábado, no Estádio Nacional, na Capital Santiago, o Chile conquistou sua primeira Copa América em quase 100 anos do torneio continental e também seu primeiro título oficial da história. A seleção chilena empatou por 0 a 0 com a Argentina no tempo normal e na prorrogação e venceu nos pênaltis por 4 a 1. Dessa forma, garantiu vaga na Copa das Confederações de 2017 na Rússia.

Matías Fernandes, Vidal, Aránguiz e Sánchez converteram suas cobranças, enquanto Messi foi o único argentino a balançar as redes nas penalidades. Assim, a Argentina continua com a seca de títulos que já dura 22 anos, desde 1993, quando venceu a mesma Copa América. Nas quatro linhas, o Chile foi mais organizado e melhor em campo, mas falhou na hora de decidir, enquanto a Argentina teve noite pouco inspirada e dependeu demais de lances geniais de Messi.

 

Fonte - Uol Esporte

Com bomba artesanal, dupla explode caixa eletrônico em Mansidão

Sábado 04 Jul 2015 - 20h01




Com bomba artesanal, dupla explode caixa eletrônico em Mansidão

Dois homens explodiram um caixa eletrônico na madrugada deste sábado (4) no município de Mansidão, no oeste baiano. Segundo o G1, o crime ocorreu por volta de 2h30 em na agência do Banco do Brasil. A Polícia Militar informou que os suspeitos chegaram ao local de moto. A dupla utilizou uma bomba artesanal, que danificou apenas uma parte do caixa como o teclado. A explosão também não danificou a estrutura da agência pois a parte administrativa fica em uma área separada do terminal. Os suspeitos fugiram sem conseguir levar o dinheiro e, até o momento, não foram localizados.

 

Fonte - Bahia Notícias

Mega-Sena terá três sorteios na próxima semana

Sábado 04 Jul 2015 - 19h55




Mega-Sena terá três sorteios na próxima semana

A Mega-Sena terá três sorteios na próxima semana. As apostas normalmente valem para uma das duas edições semanais – às quartas-feiras e sábados – mas, pela segunda vez neste ano, o jogo sofrerá alterações. Durante a Mega Semana de Férias, os dias serão modificados, com sorteios na terça (7), quinta (9) e sábado (11). A Mega Semana das Mães, em maio, foi a primeira versão de 2015, que também terá edições especiais em agosto (Pais), outubro (Primavera), novembro (República) e dezembro (Natal). As apostas têm valor mínimo de R$ 3,50 e podem ser feitas até as 19h do dia do jogo. Neste sábado(4), a Mega-Sena pode pagar até R$ 11,5 milhões.

 

Fonte - Bahia Notícias 

CLÍNICA ODONTOLÓGICA VOLTE A SORRIR

Sábado 04 Jul 2015 - 11h35




CLÍNICA ODONTOLÓGICA VOLTE A SORRIR

Venha fazer seu tratamento dentário na clínica Volte a Sorrir. Aqui você encontra ótimos preços e um excelente atendimento. 




CLÍNICA ODONTOLÓGICA VOLTE A SORRIR

Hamilton faz festa da torcida e fica com pole na Inglaterra; Massa é 3º

Sábado 04 Jul 2015 - 10h35




Hamilton faz festa da torcida e fica com pole na Inglaterra; Massa é 3º

Em mais um treino classificatório dominado pela Mercedes, Lewis Hamilton fez a festa da torcida ao conquistar a pole position para o Grande Prêmio da Inglaterra, neste sábado (04), em Silverstone. O brasileiro Felipe Massa largará na terceira colocação, enquanto Felipe Nasr sai em 16º.

Esta foi a oitava pole conquistada por Hamilton em nove corridas nesta temporada. Para ficar com a primeira posição, o inglês cravou o tempo de 1min32s248 no Q3. A segunda colocação no grid ficou com seu companheiro Nico Rosberg, com 1min32s361. 

Raikkonen surpreendeu ao ser o mais rápido do Q1, deixando Rosberg na segunda colocação. Vettel, Hamilton e Bottas completaram os cinco primeiros. Massa terminou apenas em nono lugar, enquanto Nasr acabou eliminado logo na primeira parte do treino, em 16º. Após o treino, o piloto da Sauber culpou um erro nos cobertores dos pneus pelo desempenho abaixo do esperado.

Mais uma vez a decepção ficou por conta dos carros da McLaren, com Fernando Alonso e Jenson Button eliminados ainda no Q1. Will Stevens e Roberto Merhi, ambos da Manor, foram os outros cortados.

No Q2,  Mercedes voltou à ponta com Rosberg e Bottas surpreendeu ao fazer o segundo tempo. Hamilton, Kvyat e Vettel completaram os cinco primeiros. Massa também conseguiu avançar à parte final do treino em sétimo lugar e Raikkonen ficou em nono. Foram eliminados Perez, Grosjean, Verstappen, Maldonado e Ericsson.

Em sua primeira tentativa no Q3, Hamilton mostrou que cresce nos momentos decisivos. O inglês cravou o melhor tempo do fim de semana e botou pressão sobre Rosberg, que não conseguiu superar a marca após duas tentativas. No fim, Massa conseguiu uma boa volta e 'roubou' a terceira colocação de seu companheiro de equipe.

O GP da Inglaterra tem largada às 9h (de Brasília) deste domingo e terá transmissão pelo Placar UOL Esporte

 

Fonte - Uol Esporte

Chile x Argentina e Chapecoense x Vasco na tela do SporTV neste sábado

Sábado 04 Jul 2015 - 10h31




Chile x Argentina e Chapecoense x Vasco na tela do SporTV neste sábado

É dia de decisão na tela do SporTV! Com pré-jogo desde às 15h30, o Canal Campeão mostra tudo sobre a final da Copa América, entre a Argentina de Lionel Messi e Ángel Di María e o Chile de Alexis Sánchez e Arturo Vidal. A bola rola às 17h, com narração de Milton Leite e análises de Ricardo Rocha e Maurício Noriega.

Pela Copa do Mundo Feminina, também às 17h, oSporTV2 exibe Alemanha x Inglaterra, em jogo que define o terceiro lugar do torneio. O futebol, porém, começa cedo na programação: às 11h, Ajax e Dinamo Moscou duelam no SporTV.

O Brasileiro também tem vez na programação doSporTV e do PFCI. Às 21h, Julio Oliveira narra o jogo entre Chapecoense e Vasco, direto da Arena Condá. Carlos Eduardo Lino fica responsável pelos comentários. Às 23h08, Kaká entra em campo pelo Orlando City para enfrentar o Real Salt Lake, pela MLS, no SporTV2. Confira a lista completa dos jogos do dia mais abaixo.

O dia tem ainda finais

do Grand Prix de judô, treinos do GP de Fórmula 1 de Silverstone, Brasil x Sérvia pelo Gran Prix de vôlei feminino às 4h (de Brasília), Roger Federer no Torneio de Wimbledon e decisões do Mundial de vôlei de praia, que acontece na Holanda.

Além das competições, o "SporTV News" aparece às 10h15 (de Brasília) com as primeiras notícias da manhã. O "Tá na Área" esquenta o dia às 15h. Após a decisão da Copa América, tem o"Seleção SporTV Especial", com a repercussão da finalíssima. Às 23h, o "Troca de Passes" repercute os jogos da 11ª rodada do Brasileirão. Encerrando o dia, o "SporTV News"tem sua edição da noite, às 00h30, com o balanço do dia.

 

Fonte - Sport Tv News

Pellegrino e Josias Gomes são 'exonerados' por 5 dias de secretarias do governo

Sábado 04 Jul 2015 - 10h30




Pellegrino e Josias Gomes são 'exonerados' por 5 dias de secretarias do governo

Os secretários de Turismo, Nelson Pellegrino, e de Relações Institucionais, Josias Gomes, serão exonerados por cinco dias do alto escalão do governo baiano.  Os dois viajam para Brasília nesta segunda-feira (6) para assinar emendas de 2014, quando atuavam como deputados federais, e reassumem as pastas do estado na quinta-feira (9). "Nós estamos cumprindo o que determina o Ministério do Planejamento. Feitas as assinaturas das emendas, voltaremos para os mesmos postos do governo", relatou Josias Gomes em entrevista ao BN. Segundo Gomes, a decisão foi abalizada pelo governador Rui Costa. A determinação do afastamento temporário foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado deste sábado (4), que também traz exonerações e nomeações de assessores. Com a medida os suplentes de Pellegrino, Davidson Magalhães (PC do B), e de Josias, Fernando Torres, que assumiram no lugar deles, em 2015, ficam sem o mandato federal temporariamente. 

 

Fonte - Bahia Notícias 

Parte dos trabalhadores só vai receber abono salarial deste ano em 2016

Sexta 03 Jul 2015 - 10h10




Parte dos trabalhadores só vai receber abono salarial deste ano em 2016

Parte do pagamento do abono salarial deste ano será pago em 2016. A medida tinha sido proposta pelo governo, como parte do ajuste fiscal, e foi aprovada nesta quinta-feira (2) pelo Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador). O Codefat é composto por representantes dos trabalhadores, empregadores e governo.

Com isso, cerca de R$ 9 bilhões que seriam pagos neste ano ficarão para 2016.

O abono salarial é o benefício pago pelo governo a quem recebeu até dois salários mínimos por mês no ano anterior. O abono pode chegar a até um salário mínimo e o pagamento é feito de acordo com a data de nascimento dos beneficiados. 

Nove parcelas, de julho de 2015 a junho de 2016

Com a mudança aprovada, os pagamentos do abono serão feitos em nove parcelas, entre julho deste ano e junho de 2016. No ano passado, o pagamento para todos os trabalhadores foi feito em quatro datas, entre julho e outubro. 

Agora, segundo o Ministério do Trabalho, os nascidos no segundo semestre (julho a dezembro) recebem ainda neste ano. Já os nascidos no primeiro semestre (janeiro a junho) recebem só no primeiro trimestre de 2016. 

Quem receber no ano que vem vai receber o valor ajustado, já de acordo com o salário mínimo válido para 2016.

Quem tem direito pode receber o valor do abono na folha de pagamento, nas agências ou caixas eletrônicos da Caixa Econômica, ou por crédito em conta (caso ela seja da Caixa).

 

Fonte - Uol Economia 

FORRÓ VIP: BAR DAS COLEGUINHAS

Quinta 02 Jul 2015 - 10h54




FORRÓ VIP: BAR DAS COLEGUINHAS

As coleguinhas Simone e Simaria se apresentam dia 19 de julho no Clube de Campo Caiçara, com produção de Nei Trindade. Confira a agenda de shows do mês de julho.




FORRÓ VIP: BAR DAS COLEGUINHAS

Com manobra ‘cunhada’ em regimento, Câmara aprova redução da maioridade penal

Quinta 02 Jul 2015 - 09h48




Com manobra ‘cunhada’ em regimento, Câmara aprova redução da maioridade penal

Vinte e quatro horas depois de ver rejeitada a redução da maioridade penal para crimes hediondos e graves, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conseguiu aprovar há pouco uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) mais branda costurada por ele com seus aliados. Após uma manobra apelidada pelos deputados governistas de "pedalada regimental" e mais de cinco horas de discussão sem manifestantes, mas com direito a dedos em riste e medidas procrastinatórias por parte dos partidos da base do governo, os parlamentares aprovaram por 323 votos a favor, 155 contra, duas abstenções e quatro obstruções a proposta que determina que jovens com mais de 16 e menos de 18 anos sejam punidos como adultos quando praticarem crimes hediondos, homicídio doloso (com intenção de matar) e lesão corporal seguida de morte. O texto também determina, de acordo com o Estadão, que os criminosos desta faixa etária cumprirão pena em unidades específicas que devem ser construídas por União e Estados. Cunha articulou a solução com seus aliados ainda na madrugada de ontem. Líderes do PSD, do PHS e do PSC apresentaram a emenda que excluía dos crimes passíveis de redução da maioridade tráfico, roubo com causa de aumento de pena, terrorismo e lesão corporal grave, como previa o texto rejeitado ontem por ter atingido apenas 303 votos. Por se tratar de uma PEC, eram necessários 308 votos. Deputados governistas acusaram Cunha de golpe e disseram que irão recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). "Não imagine que com atitude ditatorial vai intimidar quem quer que seja. Com atitude ditatorial o senhor não vai fazer com que seus interesses prevaleçam. O Parlamento brasileiro não é a casa de vossa excelência", esbravejou o deputado Glauber Braga (PSB-RJ). Cunha reagiu: "Não se dê o direito de desrespeitar o presidente da Casa", afirmou. "Quem não concorda com a decisão, recorra à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) ou ao STF". Para os governistas, Cunha armou um "golpe regimental" por não ter se conformado com a derrota da medida que defende. Os deputados argumentam que esta emenda aglutinativa não tem fundamentação em propostas apresentadas durante o período de discussão da sessão de ontem e, portanto, não poderia ser votada. "Ele não aceita derrota. Esta aglutinativa não tem suporte de conteúdo", afirmou a líder do PC do B, Jandira Feghali (RJ). "Vamos lutar para evitar um golpe regimental", disse a deputada antes da votação. O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) disse que Cunha praticava uma "pedalada regimental", em alusão às pedaladas fiscais. Já o deputado Chico Alencar (Psol-RJ) disse que o presidente da Casa estava cometendo um estupro do regimento. "Há uma violência na interpretação da matéria". Aliados de Cunha negaram manobra e dizem que a aglutinativa é regimental, pois baseia-se em elementos do texto original, ainda não votado. "PECs não votadas podem ter partes de seu texto aglutinadas em um texto de consenso. Não é manobra. É um caminho legítimo", afirmou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE).

 

Fonte - Bahia Notícias 

Jorge Portugal diz que Dois de Julho é mais importante do que Sete de Setembro

Quinta 02 Jul 2015 - 09h45




Jorge Portugal diz que Dois de Julho é mais importante do que Sete de Setembro

O Dois de Julho, na concepção do secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, é mais importante do que o Sete de Setembro – data que marca a independência do Brasil da coroa portuguesa. De acordo com o gestor, “o sangue da libertação correu aqui”. “O Sete de Setembro foi um ato mais simbólico. O Brasil só foi libertado de Portugal aqui. Os portugueses queriam reconquistas o Brasil pela Bahia”, contou, em entrevista ao Bahia Notícias, durante o cortejo da festa. Ainda de acordo com Portugal, a data está um pouco esquecida, pois as escolas não ensinam mais história da Bahia. “Eu aprendi a história do Dois de Julho com dez anos, no ensino fundamental, pois havia a matéria História da Bahia. Hoje não tem mais”, lamentou.

 

Fonte - Bahia Notícias 

Senado estende PEC da Bengala a funcionalismo público

Quinta 02 Jul 2015 - 09h39




Senado estende PEC da Bengala a funcionalismo público

O Senado aprovou nesta quarta-feira (1º) o projeto que estende os efeitos da chamada PEC da Bengala para todos os servidores públicos da União, Estados e municípios. Com isso, a idade da aposentadoria obrigatória no funcionalismo público passa a ser 75 anos e não mais 70, assim como aconteceu com os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O autor da proposta, José Serra (PSDB-SP), argumenta que, ao postergar a aposentadoria dos servidores, a medida vai trazer uma economia às três esferas públicas na ordem de R$ 1 bilhão. Ele também afirma que hoje, com a melhora da expectativa de vida, muitas pessoas querem ter a opção de se aposentar mais tarde para continuar ganhando o salário integral. O texto segue agora para a apreciação na Câmara dos Deputados. Apesar de o projeto ter sido aprovado por 59 votos a 5, a matéria foi questionada por diversos parlamentares. Sob o argumento de que seria inconstitucional o Legislativo interferir em questões do Poder Judiciário e do Ministério Público, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) chegou a apresentar uma emenda para que os membros desses órgãos não recebessem o benefício. A emenda foi rebatida pelo senador Aloysio Nunes (PSDB-SP). "Quanto à constitucionalidade, a prosperar o ponto de vista do senador Randolfe, nós não poderíamos ter votado, aprovado, comemorado a promulgação da PEC da Bengala", disse. Segundo o tucano, a PEC que aumentava o limite do tempo máximo de permanência no serviço público de magistrados de tribunais superiores era justamente uma norma que afetava questões relativas ao Poder Judiciário. Randolfe também argumentou que o projeto impediria a renovação dos quadros nesses órgãos. "Os cinco anos a mais irão, no caso do Ministério Público dos Estados e do Judiciário, impedir a reoxigenação, e irão perpetuar estruturas de poder carcomidas que poderiam e deveriam ser sucedidas", disse. Serra protocolou o projeto no Senado em maio, um dia depois de a Câmara ter aprovado a chamada PEC da Bengala, que estabelecia a medida exclusivamente à cúpula do Judiciário, que abrange o STF e tribunais superiores. Como o texto já havia sido aprovado pelo Senado em dois turnos, em 2007, ele foi direto para a promulgação na Casa. Na época, a aprovação da PEC foi vista como uma derrota para o governo, já que a presidente Dilma Rousseff perdeu a chance de indicar 20 ministros durante o período do seu segundo mandato, sendo cinco deles indicações para o Supremo.

 

Fonte - Bahia Notícias

Câmara rejeita redução da maioridade penal para 16 anos por apenas 5 votos

Quarta 01 Jul 2015 - 09h20




Câmara rejeita redução da maioridade penal para 16 anos por apenas 5 votos

Depois de um dia tumultuado, com protestos dentro e fora do Congresso Nacional, a Câmara dos Deputados rejeitou, na madrugada desta quarta-feira, 1º, texto substitutivo da PEC 171, que reduziria a maioridade penal de 18 para 16 anos para alguns crimes, sobretudo hediondos. Foram 303 votos a favor. Como se tratava de uma Proposta de Emenda à Constituição, eram necessários 308. Um total de 184 deputados foram contrários e 3 se abstiveram.

Principal defensor da redução, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ficou em silêncio ao ver o resultado. "A gente sabia que ia ser uma luta. Eu fico feliz de a gente ter conseguido levar a votação. Apesar de todos os contratempos, foi uma sessão histórica", disse ele, após a votação. Dezessete peemedebistas votaram contra a orientação do partido.

O texto discutido na Câmara reduziria de 18 para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, homicídio doloso, tráfico de drogas, lesão corporal grave ou seguida de morte e roubo com causa de aumento de pena, como o uso de arma. O governo manobrou contra a proposta durante todo o dia.

O governo Dilma Rousseff defende que se mexa no prazo máximo de internação de menores que cometem crimes hediondos, passando do limite de 3 para 8 anos. Proposta nesse sentido, do senador José Serra (PSDB-SP), começou a ser discutida nesta terça, 30, no Senado, mas teve o debate adiado.

O texto rejeitado na Câmara era um substitutivo apresentado na comissão especial que discutiu o tema. Com a rejeição, os deputados votarão o texto original, que determina a redução da maioridade penal para todos os tipos de crime. A sessão, que durou cerca de cinco horas, foi marcada por discussões acaloradas.

"Não somos vingadores. Somos legisladores. Temos de garantir o futuro da nossa juventude. O mesmo Estado que não acolhe, que não dá educação, cultura, lazer, não pode ser o Estado da punição", disse Ivan Valente (PSOL-SP).

Integrante da chamada "bancada da bala", o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), coronel da reserva da Polícia Militar, criticou texto escrito pelo grupo parlamentar contrário à redução da maioridade penal. "Quem escreveu isso aqui ou fumou maconha estragada ou não sabe o que diz", afirmou da tribuna.

Ao concluir seu discurso, Fraga foi alvo de manifestação de estudantes que acompanhavam a sessão nas galerias do plenário. Outros deputados da "bancada da bala", todos vestindo camisetas pretas onde se lia "redução da maioridade penal já", reagiram.

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ficou em silêncio ao ver o resultado 

O Capitão Augusto (PR-SP) olhou para os manifestantes e friccionou os dedos, insinuando que havia recebimento de dinheiro. Concluída a votação, manifestantes comemoraram a rejeição cantando "O Cunha é ditador", "Nas ruas, nas praças, quem disse que sumiu, aqui está presente o movimento estudantil".

 

Fonte - A Tarde 

Aldo está fora do UFC 189. McGregor disputa cinturão interino contra Mendes

Quarta 01 Jul 2015 - 08h10




Aldo está fora do UFC 189. McGregor disputa cinturão interino contra Mendes

 

Acabou a novela. Uma semana depois de o campeão dos penas ter sofrido uma lesão na costela, Dana White confirmou que José Aldo não vai enfrentar Conor McGregor no UFC 189 no próximo dia 11, em Las Vegas, valendo o cinturão da categoria. A informação foi dada pelo presidente da franquia em entrevista ao canal norte-americano ESPN.

Dessa forma, o irlandês fará uma disputa de cinturão interino contra o norte-americano Chad Mendes. Esse já era o plano B do Ultimate desde a última semana, quando o brasileiro sofreu a contusão.

Aldo levou um chute de um colega de treino no local e o primeiro prognóstico foi de uma fratura, que dificilmente o deixaria lutar. Mas um novo laudo foi feito por médicos americanos, que detectaram uma lesão menor. Com isso, Aldo ficou em tratamento intensivo nos últimos dias, mas nesta terça-feira foi constatado que ele não teria condições de ir para a luta na próxima semana por conta das dores que estava sentindo.

No dia que a contusão foi confirmada, o UFC veio a público com esta possibilidade deste cinturão interino, que acabou sendo confirmada. Mas até o último momento, Dana White estava confiante que a luta acontecesse. No evento de lançamento dos uniformes da Reebook neste terça, o presidente disse que acreditava que o confronto rolaria no dia 11.

O UFC e José Aldo podem começar a contabilizar o prejuízo, como o próprio Dana White disse lá em cima, foi investido muito dinheiro para a promoção deste combate. Mais que isso, essa foi a luta em que o Ultimate mais gastou dinheiro. Tivemos tour mundial, superprodução para as propagandas de TV, ingressos vendidos com muita antecedência…

O campeão linear também tem muito a lamentar. Como publicamos em um post aqui mais cedo, com essa ausência no UFC 189 no dia 11 de julho, deixará de ganhar ao menos R$ 11 milhões, entre bolsa, verba de patrocinadores e percentual de venda de pay-per-view na América do Norte. É, tranquilamente, mais dinheiro do que ele já ganhou em toda sua carreira.

 

Fonte - Negrademomma blogosfera